Cuidar da pele após os 40 pode rejuvenescer aparência

Descubra quais são os cuidados necessários para manter uma pele saudável e bonita

Cuidados básicos são os melhores
Cuidados básicos são os melhores - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 28/08/2021 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

Cuidar da pele é fundamental para manter a aparência e a saúde em dia. Muitas vezes é possível que se esqueça, mas a pele é o maior órgão do corpo humano e merece cuidados especiais. É ela que recebe, de forma direta, todos os tipos de exposições, seja do sol, vento ou até mesmo de produtos químicos manuseados no dia a dia.

É natural que, com o tempo, ela acabe passando por inúmeras transformações. Por isso, com o avanço da idade também costumam aparecer rugas, manchas e flacidez. Mas existem alguns tratamentos que podem desacelerar esse processo e te ajudarem a cuidar da pele. Se realizados de maneira correta, os ganhos em luminosidade e elasticidade ficam visíveis.

A flacidez talvez seja o primeiro sinal de que sua pele já não é a mesma de anos atrás. De acordo com o dermatologista José Roberto Fraga Filho, membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e diretor clínico da Clínica Dermagynus, isso costuma acontecer a partir dos 30 anos de idade, que é quando iniciamos o processo de perda de colágeno – em média 1% ao ano. “No rosto, especificamente, ocorre uma mudança no formato: antes, tem forma triangular, indicando juventude e, depois, forma hexagonal, mostrando um certo derretimento da face”, conta.

Por isso é fundamental que o ato de cuidar da pele não comece apenas quando os sinais de envelhecimento começam a aparecer. O tratamento precisa ser preventivo para dar mais resultados. Perguntado sobre qual é a melhor técnica precoce, o Dr José não teve dúvidas: protetor solar. Segundo o especialista, a luz é a maior responsável pela danificação contínua da pele.

Para o médico, não há segredo sobre como cuidar da pele. Ele afirma que práticas simples, realizadas todos os dias, são o melhor caminho para manter a saúde dela em dia. A indicação é lavar o rosto periodicamente com o sabonete adequado para o seu tipo de pele. Além disso, o uso de hidratante e protetor solar já é o suficiente.  “Os tratamentos tópicos visam melhorar a qualidade da pele, ou seja, tratar manchas, rugas finas, poros abertos, entre outras condições. Mas esses cremes não conseguem tratar a flacidez causada pela idade, por exemplo”, pontua o dermatologista.

Outro fato que deve ser levado em consideração é a alimentação. Ela pode interferir diretamente na saúde da pele. “Com a correria da vida moderna, porém, nem sempre é viável se alimentar corretamente, então, usamos a partir dos 35 anos uma suplementação de vitaminas para estimular o colágeno”, completa.

Pessoas que querem ir além, ou correr atrás do prejuízo, geralmente, recorrem à tratamentos estéticos para cuidar da pele. De acordo com José, o principal deles é o botox. “Já para flacidez, indicamos os Bioestimuladores de colágeno e outras tecnologias, como ultrassom microfocado. Enquanto peelings e lasers são opções em casos de manchas”, explica o especialista.

Porém, a recomendação básica é apostar no estilo de vida. Ter uma vida saudável, com práticas regulares de exercícios físicos, alimentação balanceada e longe do tabagismo são fundamentais para a saúde da pele – e do corpo inteiro.

Fonte: Alto Astral

TAGS

Leia também