Fumar pode causar diminuição e perda de audição, alertam especialistas

Tabagismo é uma doença crônica e precisa de tratamento. Saiba como se livrar do cigarro

Fumar pode causar problemas auditivos
Fumar pode causar problemas auditivos - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 29/10/2021 às 08:00
Atualizado às 08:00

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

Que o hábito de fumar pode causar problemas de saúde, a maioria das pessoas já sabe, principalmente quem fuma. Basta olhar o verso da embalagem de cigarro para saber os prejuízos que aquele produto pode gerar. No entanto, poucas pessoas sabem que as substâncias presentes no cigarro podem provocar a diminuição e até mesmo a perda total da audição.

Tudo acontece por causa da diminuição do fluxo sanguíneo na cócela - órgão localizado na parte interna dos ouvidos e responsável por captar e transmitir os sons ao cérebro. "O cigarro é composto por uma série de substâncias químicas, tóxicas e altamente nocivas, que impedem a oxigenação do organismo, causando prejuízos irreversíveis às células do ouvido, como a perda de audição", explica o Dr. José Ricardo Gurgel Testa, otorrinolaringologista do Hospital Paulista.

Segundo o também otorrino, Dr. Domingos Tsuji, o tabagismo é extremamente agressivo para todo o sistema respiratório e os órgãos da face. Para ele, o vício do cigarro pode provocar mais de 50 patologias diferentes no organismo humano, como câncer de pulmão e laringe. "Outro tipo de câncer com alta prevalência em fumantes, e em pessoas que consomem muita bebida alcoólica, é o de boca, que atinge os lábios e o interior da cavidade oral, incluindo língua, gengiva e bochecha”, conta.

Entenda mais sobre o tabagismo

Para quem não sabe, o hábito de fumar todos os dias é muito mais do que um vício. De acordo com INCA (Instituto Nacional de Câncer), o tabagismo é uma doença crônica provocada pela dependência da nicotina – substância encontrada em produtos à base de tabaco. Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), indicam que essa doença é responsável pela morte de, aproximadamente, oito milhões de pessoas por ano no mundo.

Como se livrar do vício do cigarro

Todos esses dados evidenciam a importância de combater o tabagismo. No entanto, apostar em estratégias mirabolantes, dificilmente, dará resultado. “Não toma café, não toma bebida alcoólica, não encontra os amigos, não pode trabalhar, não pode falar no telefone, não pode dirigir. Tudo isso a pessoa tem que fazer pra parar de fumar? Não tem sentido”, avalia a cardiologista Jaqueline Scholz, coordenadora da Área de Cardiologia do Programa de Tratamento do Tabagismo do InCor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP).

Segundo a especialista, procurar ajuda médica é a forma mais simples, rápida e eficaz de solucionar o problema. Para se livrar do tabagismo não é preciso sofrer. “Hoje a nossa técnica inclui utilizar medicamentos que atenuem sintomas de abstinência e pedir para o paciente fumar de uma maneira que ele nunca fumou. O que a gente tem que fazer é retirar o cigarro de associações que o paciente faz ao longo dos anos, não o contrário. Não existe dica para largar o cigarro, existe tratamento”, finaliza.

Leia também