Tempo frio e seco pode causar alergias e dores; saiba como prevenir

Especialistas explicam como evitar problemas de saúde relacionados com a queda de temperatura e a falta de umidade do ar. Proteja-se do tempo frio e seco

Veja o que o tempo frio e seco pode causar
Veja o que o tempo frio e seco pode causar - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 24/05/2022 às 15:30
Atualizado às 15:30

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

O tempo frio e seco costuma ser desconfortável por vários motivos. A preguiça aumenta, a motivação para cumprir as tarefas diárias diminui e só queremos saber de passar mais tempo em casa sem fazer nada. Mas, dificilmente isso é possível. A maioria das pessoas, querendo ou não, precisa enfrentar esse clima.

Com isso, é natural ficar mais exposto aos problemas que o tempo frio e seco pode causar para a nossa saúde. Além de infecções como gripes e resfriados, nosso organismo também pode sofrer com dor de garganta, alergias e até mesmo otite.

“A garganta é uma região que só trabalha bem quando está úmida. Caso haja ressecamento por falta de hidratação ou alguma doença, podemos ter inflamações da mucosa, dores e sensações de inchaço ao engolir”, explica Dr. Gilberto Ulson Pizarro, otorrinolaringologista do Hospital Paulista, em São Paulo.

O tempo frio e seco também pode causar otite, uma espécie de inflamação nos ouvidos. Esse tipo de problema costuma ser mais comum em crianças, mas pode acometer pessoas de qualquer faixa etária.

“Durante o frio, é comum o surgimento das alergias respiratórias. Em decorrência das quedas bruscas na temperatura, as pessoas tendem a buscar seus casacos e agasalhos que normalmente estão guardados há muito tempo, o que é péssimo para alérgicos, já que fechados em armários juntam muitos ácaros”, explica a também otorrinolaringologista, Dra. Cristiane Passos Dias Levy.

Dessa maneira, com a ajuda dos especialistas, separamos algumas atitudes simples para evitar problemas de saúde relacionados com o tempo frio e seco. Confira:

  1. Enxugue os ouvidos com a ponta da toalha, sem esfregar, após o banho;
  2. Não utilize hastes flexíveis ou qualquer objeto dentro dos ouvidos. Eles podem causar feridas na pele, retirar a camada protetora de cera e aumentar a probabilidade de infecção;
  3. Para quem tem otites recorrentes, é recomendável utilizar protetores auriculares de silicone.
  4. Tomar bastante água;
  5. Fazer lavagens nasais frequentes com soro fisiológico para hidratar as mucosas;
  6. Limpar bem a casa ou o ambiente que irá utilizar;
  7. Optar por aspirar e passar pano úmido em vez de varrer os locais;
  8. Usar capas antiácaros em colchões e travesseiros;
  9. Sempre que possível, colocar travesseiros e edredons no sol;
  10. Evitar objetos que acumulem pó nos quartos, como cortinas, tapetes e carpetes;
  11. Limpar com frequência os filtros de ar-condicionado;
  12. Evitar, quando possível, mudanças bruscas de temperatura;
  13. Buscar auxílio médico e não abandonar o tratamento após a chegada do calor.

Leia também