Dieta no fim de semana: como manter o foco sem perder o prazer

Aprenda a ter uma alimentação equilibrada nos dias de descanso. E saiba o que fazer quando perder o controle

Dieta no fim de semana é questão de equilíbrio
Dieta no fim de semana é questão de equilíbrio - Shutterstock

por Felipe Bomfim
Publicado em 27/11/2021 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

A dieta no fim de semana costuma ser um verdadeiro desafio para as pessoas que ainda não se adaptaram totalmente ao estilo de vida saudável. Principalmente quando os dias de calor ficam mais frequentes, não é raro encontrar indivíduos que decidem entrar no foco e melhorar a alimentação. O motivo, geralmente, é conquistar um “corpo bonito” para aproveitar o verão.

Ocorre que, de segunda a sexta, a maioria não costuma ter grandes dificuldades para seguir com os planos de manter uma alimentação mais equilibrada. Isso, provavelmente, está associado à disciplina que os dias úteis nos obrigam a ter. Compromissos relacionados ao trabalho e aos estudos condicionam à mente a seguir regras. Além de impor uma rotina controlada.

O problema acontece quando o tão aguardado final de semana chega — às vezes começa com um despretensioso “sextou” e só termina no domingo à noite. Almoços, jantares e confraternizações com amigos e familiares oferecem inúmeras tentações alimentares. E é por essas e outras que alguns se perguntam: é possível manter a dieta no fim de semana?

Tente aproveitar sem exagerar

Para a nutricionista Cyntia Maureen, é tudo uma questão de adaptação e reeducação. “Dieta que realmente funciona é aquela onde se busca real mudança no comportamento alimentar e não apenas perda de peso”, conta. Para a especialista, manter a dieta no fim de semana é totalmente possível, basta ter equilíbrio. “Compartilhar as refeições promove maior união da família e isso é muito necessário, principalmente nos dias em que vivemos”, completa.

O erro de muitos é demonizar comidas mais calóricas, como massas, carnes gordas e doces. Em reuniões familiares é comum confraternizar com um churrasco ou uma receita diferente e não há nenhum problema nisso. Basta evitar exageros.

“Por exemplo: no final de semana fazer uma feijoada mais leve acompanhada de vegetais é super bacana. Ou uma lasanha com recheio menos gorduroso, acompanhada de um belo prato de salada crua. Precisamos entender que comer é um ato de prazer e junto com a família, é ainda mais gostoso. Por isso que escolher o cardápio e montar o prato exige bastante equilíbrio e moderação, para que o momento seja desfrutado com mais alegria e sem exageros”, diz a nutricionista.

Vegetais são aliados da dieta no fim de semana

Uma boa maneira de manter o controle daquilo que comemos durante o final de semana, é apostar na inclusão de vegetais. Não precisa deixar de comer aquilo que você gosta, apenas acrescente uma salada. Dessa maneira, tudo tende a ficar mais simples e saudável, sem perder a graça.

“É importante entendermos que a salada crua, além de nos fornecer nutrientes essenciais à vida, favorece a saciedade. Então, ao consumi-la, consequentemente, a ingestão do prato principal será menor e não causará grande impacto na dieta. Equilíbrio é a chave do sucesso nesses momentos”, explica Cyntia.

Passei do limite no final de semana. E agora?

Primeiro de tudo e mais importante: calma. Respire, aceite o que aconteceu, se perdoe e siga o plano. De acordo com a nutricionista, é preciso entender que reeducar a alimentação precisa ser o principal objetivo. Evite dietas que causam a sensação de proibição. Elas não são muito sustentáveis e, geralmente, terminam em compulsão.

“Se percebeu que perdeu o controle nessa refeição, respire, não se culpe e retome as boas escolhas no dia seguinte. Um passo de cada vez para que os hábitos novos sejam incorporados de forma mais natural e sem sofrimento ou culpa”, finaliza Cyntia.

Fonte: Cyntia Maureen, nutricionista da Superbom

Leia também