Dia da Gestante: 7 alimentos que devem ser evitados para uma gestação saudável

Nutricionista diz que peixe cru e carne mal passada podem fazer mal na gravidez

"Estudos comprovam que o consumo excessivo de café aumenta o risco de aborto"
"Estudos comprovam que o consumo excessivo de café aumenta o risco de aborto" - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 15/08/2021 às 09:30
Atualizado às 09:30

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

Neste domingo, (15), é comemorado o ‘Dia da Gestante’, período muito aguardado por diversas mulheres, a gravidez é repleta de alegrias e emoções, mas também exige cuidados redobrados com a saúde.

Para que o bebê cresça e se desenvolva de forma saudável, é necessário que a mãe se alimente de forma balanceada, ingerindo uma quantidade adequada de proteínas, carboidratos e vitaminas.

Porém, existem também alimentos que devem ser evitados. Júlia Canabarro, nutricionista da Dietbox, startup de nutrição, listou alguns que podem prejudicar o desenvolvimento do bebê e a saúde da gestante. Confira:

Peixe cru e carne mal passada
Sushi e carnes mal passadas devem ser evitados. São alimentos que podem estar contaminados com a bactéria Listeria Monocytogenes, que pode causar aborto, parto prematuro ou acarretar doenças como a cisticercose, com risco de prejudicar o funcionamento do cérebro do bebê.

Ovos crus
Ovos crus ou mal passados podem conter a bactéria Salmonella, que causa diarréias, vômitos e febre. Por isso, é importante evitar o consumo de receitas que usam ovos crus, como em alguns molhos de salada e sobremesas.

Leite e queijos não pasteurizados
Os leites e derivados não pasteurizados, como os vindos diretamente da vaca, devem ser evitados, pois contêm elevado número de bactérias que causam infecções intestinais, diarréias e mal-estar. Os queijos pastosos como brie, camembert, gorgonzola e danish blue, devem ser evitados também, pois podem conter também a bactéria Listeria.

Frutas e legumes mal higienizados
Frutas e legumes mal higienizados podem ser fonte de transmissão de toxoplasmose, que pode causar aborto, parto prematuro, má formação fetal. Por isso, deve-se evitar ingerir vegetais crus fora de casa.

Frutos do mar
É recomendado eliminar qualquer tipo de frutos do mar da alimentação das gestantes, já que, quando mal preparados, podem causar infecções. Além disso, alguns peixes podem estar infectados com alto teor de mercúrio, o que pode prejudicar o desenvolvimento do sistema nervoso do feto.

Café
Estudos comprovam que o consumo excessivo de café aumenta o risco de aborto, principalmente quando associados a hábitos pouco saudáveis, como tabagismo e alcoolismo. Por isso, recomenda-se a ingestão de, no máximo, 2 a 3 xícaras pequenas de café por dia.

Bebidas alcoólicas
As bebidas alcoólicas atravessam livremente a barreira da placenta. Esse efeito pode causar danos às células em formação do bebê em qualquer fase da gestação.

Fonte: Julia Canabarro, nutricionista da Dietbox, startup de nutrição. 

Leia também