Teste do olhinho pode identificar câncer que atinge filha de Tiago Leifert

Especialistas alertam para a importância de realizar o exame. Teste do olhinho costuma ser decisivo no tratamento

Teste do olhinho deve ser realizado durante os primeiros anos de vida
Teste do olhinho deve ser realizado durante os primeiros anos de vida - Foto: Reprodução Instagram @tiagoleifert

por Redação SD
Publicado em 31/01/2022 às 14:00
Atualizado às 14:00

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

O exame do reflexo vermelho, popularmente conhecido como teste do olhinho, é um procedimento que, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica (SBOP), deve ser realizado nas primeiras 72h de vida e repetido pelo pediatra ao menos três vezes ao ano, nos três primeiros anos de vida da criança.

O teste do olhinho serve para auxiliar na detecção precoce de doenças oculares, como o retinoblastoma – tumor que atingiu Lua, filha dos jornalistas Tiago Leifert e Daiana Garbin, conforme revelação feita pelo casal no último sábado (29).

Assim como grande parte das doenças oncológicas, a detecção precoce do retinoblastoma é fundamental para que o tratamento seja efetivo e resulte na cura do paciente. Por isso, após o anúncio realizado por Tiago Leifert, a CBO e a SBOP divulgaram um comunicado ressaltando a importância de realizar o teste do olhinho.

De acordo com a oncologista Dra. Sheila Ferreira, o teste do olhinho contribuiu para que o tratamento do retinoblastoma tivesse diversos avanços ao longo dos anos. “O principal objetivo é conseguir preservar a vida da criança, assim como os olhos e a visão. A boa notícia é que a maioria dos casos podem ser curados, por isso, o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento”, explica.

Dessa forma, além do teste do olhinho, que é realizado ainda na maternidade, também é fundamental que os pais fiquem atentos à possíveis mudanças e sinais apresentados pela criança. Sem falar da importância de realizar consultas rotineiras com pediatra e oftalmologista, mesmo na ausência de sintomas.

O principal indicativo da presença de um retinoblastoma é a leucocoria, um reflexo brilhante no olho acometido pelo tumor. Lembra o brilho dos olhos de gatos, quando iluminados durante a noite. “Isso é o reflexo da luz sobre a superfície do próprio tumor e, muitas vezes, só é notado em algumas posições do olhar, à luz artificial ou em fotos, quando o flash bate sobre os olhos”, comenta o pediatra Dr. Eduardo Rosset.

“Nas consultas de rotina com o pediatra é comum que seja feita uma avaliação clínica dos olhos, mas é sempre importante que os pais estejam alertas a qualquer sinal de alteração nos olhos e visão da criança. Em caso de presença de manchas esbranquiçadas, que podem ser indicativos de leucocoria, deve ser feito o encaminhamento imediato ao oftalmologista pediátrico para avaliação precisa do caso e definição terapêutica”, finaliza o pediatra.

Leia também