Musculação para mulheres: especialistas respondem principais dúvidas

Exercícios de força virilizam o corpo? Pode treinar braço? Existem diferenças com o treino masculino? Saiba mais sobre musculação para mulheres

Musculação para mulheres tem inúmeros benefícios
Musculação para mulheres tem inúmeros benefícios - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 23/04/2022 às 12:00
Atualizado às 12:00

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

Não é de hoje que a musculação para mulheres gera polêmicas vazias no mundo fitness. Seja por machismo, preconceito ou simplesmente falta de informação, muitos tabus foram criados durante anos. E agora, com o avanço do estilo de vida saudável na sociedade, muitas questões pedem por esclarecimento.

Nós já vimos por aqui que a musculação – para mulheres e para homens – é uma excelente maneira de manter uma vida saudável, melhorar a autoestima e até mesmo prevenir lesões e doenças. Afinal, músculos mais fortes e bem trabalhados, além de serem esteticamente agradáveis, podem liberar mais de 600 substâncias benéficas. Componentes produzidos naturalmente, pelo próprio organismo, e que atuam diretamente no bem-estar físico e emocional.

Além disso, sabe-se também que uma pessoa musculosa gasta mais calorias do que indivíduos não treinados. Tudo porque os músculos aceleram o metabolismo e, consequentemente, promovem o emagrecimento. Ou seja, mais músculos significam menos gordura no seu corpo.

Musculação não vai te deixar excessivamente musculosa

O problema é que a musculação para mulheres, por muito tempo, gerou certa insegurança no público feminino. Não é raro ouvir a seguinte pergunta nas academias: “será que vou ficar muito musculosa?”

“A musculação, como toda atividade física, traz inúmeros benefícios para a saúde física e mental. A mulher que busca hipertrofia apenas com treino e alimentação adequada não ficará virilizada. O que infelizmente ocorre é que muitas das mulheres buscam resultados rápidos e, para isso, fazem uso de hormônios masculinos, que desencadeiam sintomas como aumento de pelos, acne, aumento do clitóris, engrossamento de voz e piora dos exames laboratoriais e de saúde cardiovascular”, afirma o endocrinologista, Dr. Thúlio Coelho.

Não pode treinar braço. Deve!

Apesar do esclarecimento do Dr. Thúlio, é comum que algumas mulheres ainda sintam receio de virilizar. E, por isso, começam a treinar apenas membros inferiores, para ganhar massa muscular nas pernas e no bumbum. Dessa forma, acabam negligenciando o treino de braços, ombros, costas e peito. Hábito que costuma privar o público feminino de inúmeras vantagens que a musculação proporciona.

De acordo com Alessandra Dias, gerente técnica da Smart Fit, treinar membros superiores gera inúmeros benefícios para as mulheres. “Enrijece e tonifica a musculatura, ajuda a reduzir o músculo do tchauzinho, deixando o tríceps mais forte e definido, diminui as gordurinhas localizadas, que incomodam algumas mulheres, previne problemas futuros de mobilidade e deixa os braços mais funcionais para tarefas do dia a dia”, conta.

Segundo a especialista, alguns exercícios como supino, remada e elevação lateral, não podem ser ignorados na musculação para mulheres. Eles podem deixar os seios mais firmes, melhorar o condicionamento e fortalecer costas e ombros. “O ideal seria a rotina de treino ser dividida em duas, sendo a série A exercícios somente para membros superiores e a série B para membros inferiores”, completa a educadora física.

Musculação para mulheres não é diferente

Dessa maneira, podemos concluir que o treino de musculação – para mulheres ou para homens – não possui diferenças específicas. As divergências estão apenas nos objetivos de cada pessoa e isso não depende do gênero de ninguém.

O primeiro passo é ter em mente tudo aquilo que você pretende conquistar com a musculação – podemos garantir que as possibilidades são grandes. Independente se você é mulher ou homem, qual resultado é almejado? Dá para ficar grande, definido, seco, perder barriga, ganhar bumbum, ganhar braço, ter uma vida mais saudável ou até mesmo obter tudo isso ao mesmo tempo.

Mas, para isso, é necessário ter paciência, constância, foco, determinação e, principalmente, orientação profissional. A pressa pode gerar frustrações e te induzir a cometer erros que prejudicam a saúde.

“Tomem cuidado também ao pensar em usar esteroides e anabolizantes em uma evolução mais rápida. Não é tão simples assim esse esporte! Fazendo uma analogia, é a mesma coisa que dar um carro de Fórmula 1 para uma pessoa que nunca dirigiu, ela não vai render e ainda corre riscos”, alerta o treinador Leandro Twin.

Leia também