Gengivite: o que é e como acabar com o sangramento na boca

Dentista explica quais devem ser os cuidados necessários para prevenir e combater o desenvolvimento da gengivite

Entenda o que é a gengivite
Entenda o que é a gengivite - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 04/05/2022 às 16:10
Atualizado às 16:10

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

A gengivite nada mais é do que uma doença provocada pela inflamação das gengivas. Problema que ocorre, geralmente, por uma higienização inadequada ou insuficiente da boca. Na maioria dos casos, a condição pode deixar a gengiva mais avermelhada do que o normal, inchada, com mau hálito, dores e até mesmo sangramentos.

“A gengivite é a primeira fase da doença periodontal e consiste em uma inflamação que pode evoluir para uma infecção mais grave e provocar alterações nos tecidos que dão sustentação aos dentes. Como o ligamento periodontal, tecido responsável por fixar o dente na estrutura óssea e que, na presença de um processo inflamatório, pode ser atingido, fazendo com que o dente passe a ter mobilidade”, afirma o Dr. Hugo Lewgoy, cirurgião-dentista e doutor pela USP (Universidade de São Paulo)”.

E engana-se quem acredita que a gengivite é algo raro e difícil de acontecer. De acordo com dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a estimativa é de que a condição acometa, aproximadamente, 90% da população mundial. Então, é possível dizer que a chance de você ter essa doença e não saber também é alta.

“A gengivite ocorre devido ao acúmulo do chamado biofilme oral ou placa bacteriana que se deposita constantemente sobre os dentes. Quando não removida e/ou desorganizada da forma adequada, a placa pode se transformar em um depósito calcificado chamado cálculo dental, que é popularmente conhecido como tártaro. Este cálculo fica aderido à superfície dental e, devido à sua ação mecânica e a liberação de toxinas bacterianas, o processo inflamatório pode se agravar e promover a destruição dos tecidos adjacentes aos dentes”, completa o dentista.

Principais sintomas da gengivite

A gengivite pode atingir qualquer pessoa. Mas, costuma ser mais frequente em quem não realiza uma limpeza adequada da boca, consomem muitos alimentos ricos em açúcar, fumantes, gestantes e indivíduos que possuem diabetes descontrolada. Os principais sintomas da doença são:

  • Coloração da gengiva mais avermelhada que o normal;
  • Inchaço;
  • Sangramentos com facilidade durante a escovação, uso do fio dental e/ou utilização da escova interdental;
  • Mau hálito;
  • Gosto ruim na boca;
  • Alterações na oclusão;
  • Retração gengival;
  • Presença de secreção ao redor dos dentes.

Prevenção

“A escovação correta dos dentes e a utilização das escovas interdentais são as armas mais eficazes para prevenir o problema. Para isso, a melhor opção é utilizar uma escova com cerdas ultramacias, pois as cerdas duras podem machucar as gengivas e provocar a retração gengival. Uma grande quantidade de cerdas também é desejada, pois aumenta a eficácia da escovação e dificulta o acúmulo de placa bacteriana”, recomenda o dentista.

Tratamento

No entanto, se você já sofre de gengivite, costuma ter sangramentos constantes na boca e vive com a região inflamada, a recomendação é procurar imediatamente um dentista. Ele saberá avaliar o seu caso e indicar a melhor maneira de corrigir o problema. Pode ser com uma simples limpeza dos dentes ou até mesmo com a prescrição de medicamentos específicos.

Mas, além disso, também fundamental manter os cuidados de higiene diariamente. “A gengivite pode ser totalmente revertida com a correta escovação e utilização das escovas interdentais, sendo fundamental que o paciente realize boas práticas de higiene oral em casa para evitar que a inflamação se instale ou retorne”, finaliza o Dr. Lewgoy.

Leia também