Entenda por que a infecção urinária afeta mais as mulheres

No inverno é mais comum o surgimento dela devido ao baixo consumo de líquido

Beber água e manter a higiene genital adequada é fundamental para evitar a infecção urinária
Beber água e manter a higiene genital adequada é fundamental para evitar a infecção urinária - Shutterstock

por Julia Natulini
Publicado em 15/06/2021 às 10:41
Atualizado às 10:41

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

A infecção urinária é um problema muito comum entre mulheres durante todo o ano, que afeta de 50% a 80% do público feminino em algum momento da vida, segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo. 

Com a chegada do frio esse número aumenta. Segundo o Dr. Danilo Galante, urologista o fato das pessoas ingerirem menos líquido no inverno, faz com que sinta menos vontade de urinar, ou seja, como esse ato é responsável pela limpeza do canal da uretra, quando não ocorre com a frequência que deveria, as bactérias ficam retidas no local, aumentando as chances do surgimento de uma infecção.   

"A uretra da mulher, além de ser mais curta do que a do homem, está mais próxima do ânus, o que favorece a passagem de microrganismos para a região. Além disso, a condição também é comum durante a menopausa, já que as taxas de estrógeno, hormônio que protege o trato urinário, diminuem”, explica.

Quais são os sintomas?

Eles podem variar bastante de uma pessoa para a outra e de acordo com o local do sistema urinário afetado, que pode ser a uretra, a bexiga ou os rins.
Dor ou queimação ao urinar, sensação de peso na bexiga, vontade frequente para urinar, urinar em pouca quantidade, urina muito escura com cheiro forte e febre baixa constante.

Como evitar a infecção urinária

- Lavar a região genital externa com água e sabão após a relação sexual,

- Após urinar e defecar sempre limpar a região íntima de frente para trás, a fim de evitar a chegada da bactéria E. Coli na vagina, já que esta encontra-se presente na região anal e perianal, sendo a principal causadora de infecção urinária,

- Esvaziar completamente a bexiga toda vez que urinar, para evitar a urina residual que aumenta as chances de infecção urinária,

- Beber mais água, ingerindo pelo menos 1,5 L de líquidos claros por dia,

- Manter uma alimentação rica em fibras para diminuir o tempo de permanência das fezes dentro do intestino, o que diminui a quantidade de bactérias dentro dele,

- Não usar perfume ou creme com perfume na região da vagina porque isso pode irritar a pele e aumentar o risco de infecção urinária,

- Manter a região da vulva sempre seca, evitando usar roupas muito apertadas e absorvente diário, a fim de diminuir a transpiração neste local.

Como é feito o tratamento?

 Normalmente é feito com o uso de antibióticos receitados por um médico, como Ciprofloxacino ou Fosfomicina, para eliminar o excesso de bactérias, como Escherichia coli, que estão causando a infecção.

No entanto, também existem alguns remédios caseiros, como o suco de arando, que podem tratar a infecção quando está surgindo ou que podem ser usados apenas para completar o tratamento médico.

Além disso, é fundamental estabelecer rotina com alguns cuidados, como beber água e manter a higiene genital adequada, para acelerar a recuperação e evitar que a infecção volte a surgir.

Consultoria: Dr. Danilo Galante, urologista.  

Leia também