Não consegue emagrecer? Treinador lista os 7 erros mais comuns

Simples equívocos podem dificultar a conquista dos seus objetivos. Descubra por que você não consegue emagrecer

O exagero pode te impedir de emagrecer
O exagero pode te impedir de emagrecer - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 23/02/2022 às 11:00
Atualizado às 11:00

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

Se você faz tudo certinho, se alimenta bem, pratica atividades físicas, tem um sono de qualidade e mesmo assim não consegue emagrecer, é melhor ficar atento. Uma das causas para esse fenômeno pode ser um desbalanço hormonal. Nesse caso, é recomendado procurar uma avaliação médica.

A retenção de líquidos também pode provocar uma sensação de inchaço no corpo e causar a impressão de que você não consegue emagrecer. Mas, além desses fatores, existem alguns erros relacionados ao estilo de vida fitness que podem atrapalhar o processo de queima de gordura e definição muscular.

Por isso, o treinador e assessor esportivo, Leandro Twin, separou os sete erros mais comuns de quem não consegue emagrecer. Confira:

1 – Snacks não contabilizados – “Achar que pequenas coisas não fazem diferença, por exemplo: um pouco de açúcar no café ou uma balinha aqui e ali, isso só não é relevante se pensarmos em um caso muito isolado. O problema é quando essa atitude começa a ficar cada vez mais frequente e sabota sua dieta”, alerta o especialista.

2 – Rigidez excessiva – “Não fazer o dia do lixo é errado, ele aumenta a nossa resposta de queima de gordura nos próximos dias. Portanto, faça uma refeição livre na semana”, recomenda.

3 – Radicalismo – “Muitas pessoas têm pressa para perder gordura e exageram no déficit calórico. Assim, há uma maior perda de massa muscular e, por isso, o percentual de gordura – que é em cima do peso total – cai de maneira mais lenta. Então, um déficit calórico maior é contraproducente e nada sustentável” explica.

4 – Abusar de termogênicos, cafeína e estimulantes em geral – “Um déficit calórico muito grande gera muita fome e baixa disposição. Isso leva a exagerar nos estimulantes para conseguir sustentar a dieta. O que é um grande erro, pois no momento que você realmente precisar dos estimulantes, eles não funcionarão bem”, ressalta Twin.

5 – Fazer exercícios além do necessário – “As pessoas associam o cutting [processo de perda de gordura] com muitos exercícios aeróbicos. Isso leva a uma estagnação dos resultados razoavelmente rápida e depois você não tem mais o que fazer, porque não tem de onde tirar caloria ou como aumentar o aeróbico e o estimulante já não responde mais. Ou seja, fracasso total” explica o treinador.

6 – Não trocar o treino – “Mesmo com tudo correto, inevitavelmente você vai estagnar. Isso se dá porque o corpo sempre vai tentar regular o metabolismo para que você pare de perder peso. Então, ao perceber que após uma ou duas semanas não houve mudanças, você precisará fazer uma nova calibração” recomenda.

7 – Ignorar exercícios de força – “Em um cutting, o treinamento visando hipertrofia é o que irá fazer você preservar a massa muscular (além da dieta, claro). Não faça repetições altas ou treinos metabólicos. O déficit calórico vem do aeróbico, da dieta e da musculação – que tem o foco de segurar a massa muscular”, finaliza Twin.

Leia também