Problemas renais podem ser silenciosos; saiba como identificar e prevenir

Causa da morte da cantora Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, talvez tenha relação com problemas renais

Saiba identificar um possível problema renal
Saiba identificar um possível problema renal - Shutterstock

por Redação SD
Publicado em 24/02/2022 às 14:00
Atualizado às 14:00

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

Os problemas renais, ao contrário do que alguns imaginam, não acontecem apenas com pessoas idosas ou portadoras de doenças graves. É possível sim que um indivíduo jovem e, aparentemente, saudável, desenvolva algum tipo de disfunção nos rins. O grande problema, no entanto, é que a condição pode ser silenciosa e se manifestar apenas quando estiver em um estágio avançado.

“A maioria dos problemas renais são, no início, silenciosos. Não se trata apenas de uma doença de idoso, não. Podemos tratar a insuficiência renal com medicamentos e controle da dieta, mas nos casos graves, apenas a realização de diálise ou transplante renal”, explica o Dr.Carlos Machado, nefrologista e médico de família, especialista em medicina preventiva.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), a estimativa é de que aproximadamente 10 milhões de pessoas possuem algum tipo de disfunção renal no Brasil. Sendo que 90 a 100 mil pacientes precisam passar por diálise – procedimento que promove a remoção das substâncias tóxicas que ficam retidas quando os rins deixam de funcionar – frequentemente.

Caso Paulinha Abelha

Na última quarta-feira (23) a cantora Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, faleceu, aos 43 anos, no Hospital Primavera, em Aracaju, após sofrer com um quadro de comprometimento multissistêmico. Ou seja, várias áreas do organismo deixaram de funcionar adequadamente e a paciente, infelizmente, não resistiu.

Um dos fatores que mais contribuíram para agravar o quadro da cantora teve relação, justamente, com problemas renais. Segundo o jornal O Globo, no entanto, a presença de alguma doença renal crônica foi descartada pelos médicos que trataram Paulinha. As possíveis causas apontadas pelos especialistas foram intoxicação e doença autoimune.

“Os rins funcionam como filtros do organismo e são fundamentais para o equilíbrio interno do corpo. A insuficiência renal pode ser aguda (IRA), quando ocorre súbita e rápida perda da função renal, ou crônica (IRC), quando essa perda é lenta, progressiva e irreversível. Quando os rins começam a parar, vão deixando de realizar todas as suas importantes funções. Isto é, a água e resíduos em excesso acumulam-se no sangue, o que chamamos de uremia”, explica o Dr. Machado.

Principais sintomas de problemas renais

O especialista ressalta que o organismo de uma pessoa com problemas renais passa por uma série de sintomas e mudanças. Entre elas:

  • Fadiga;
  • Ressecamento na pele;
  • Mudança na urina;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Perda de apetite;
  • Alterações repentinas na pressão arterial;
  • Inchaço nas pernas, olhos, pernas e pés;
  • Deficiência de vitamina D (causando osteoporose);
  • Arritmias por aumento do potássio no sangue.

Tratamento e prevenção

Se você possui um ou mais desses sintomas, é importante consultar um médico para realizar exames e investigar possíveis problemas renais e outras complicações de saúde. De acordo com o Dr. Machado, se não for crônica, a condição é totalmente reversível quando diagnosticada logo no início. Entre as principais maneiras de prevenir e tratar a disfunção renal estão:

  • Controle da glicemia no sangue;
  • Manter o peso adequado;
  • Realizar exercícios físicos regularmente;
  • Alimentação balanceada;
  • Hidratação;
  • Evitar o tabagismo;
  • Não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas;
  • Fugir do abuso de anti-inflamatórios.

Leia também