É seguro tomar tribulus terrestris? Entenda os riscos e benefícios

Medicamento fitoterápico pode elevar o desejo sexual e até mesmo combater doenças. No entanto, é preciso tomar cuidado ao tomar tribulus terrestris

Tribulus terrestris é natural mas também possui efeitos colaterais
Tribulus terrestris é natural mas também possui efeitos colaterais - Shutterstock

por Felipe Bomfim
Publicado em 30/03/2022 às 14:00
Atualizado às 14:00

Facebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

O tribulus terrestres é extraído de uma erva natural, com propriedades e funcionalidades importantes para o organismo humano. Quando utilizado da maneira correta, ele consegue proporcionar benefícios para a saúde e o bem-estar. No entanto, a ingestão desenfreada de compostos concentrados pode ser perigosa.

Tanto que, por um bom tempo, o tribulus terrestres era considerado apenas mais um suplemento alimentar. Mas, após uma nova resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a substância foi classificada como um medicamento fitoterápico. Segundo o médico nutrólogo, Dr. Fernando Cerqueira, a medida teve a intenção de inibir a venda indiscriminada do produto, principalmente na internet.  

“O extrato da planta tribulus terrestris é rico, principalmente, nas saponinas, considerada um fito-hormônio devido à capacidade de fazer a modulação hormonal no organismo. Geralmente, ele é indicado para homens com baixos níveis de testosterona e para mulheres na menopausa, já que promove o aumento da libido”, revela o especialista.

Tribulus terrestres: para que serve?

Segundo o Dr. Cerqueira, o tribulus terrestris pode ser utilizado para tratar e combater inúmeros problemas de saúde. Confira as principais funcionalidades do medicamento:

  • Estimular o desejo sexual em homens e mulheres;
  • Melhorar a libido em homens e mulheres;
  • Reduzir os sintomas da menopausa;
  • Combater a impotência sexual em homens;
  • Aumentar a produção de espermatozoides;
  • Diminuir o pico de glicemia após as refeições;
  • Prevenir doenças cardiovasculares;
  • Evitar a resistência à insulina.

Contraindicações e efeitos colaterais

Mas, engana-se quem pensa que, pelo fato do tribulus terrestris ser natural, ele está livre de possíveis contraindicações e efeitos adversos. Assim como todo medicamento, ele tem suas restrições e deve ser prescrito por um médico devidamente capacitado. Segundo o Dr. Cerqueira, a substância não é indicada para os seguintes grupos de pessoas:

  • Crianças;
  • Mulheres grávidas ou amamentando;
  • Pacientes com qualquer tipo de câncer;
  • Homens com problemas de próstata;
  • Hipertensos;
  • Pessoas com TAG (transtorno de ansiedade generalizada).

E mesmo os indivíduos que não se enquadram em nenhum desses grupos devem tomar cuidado antes de tomar tribulus terrestris. Afinal, os efeitos colaterais podem causar prejuízos severos para a saúde, como: sobrecarga do fígado, dores de cabeça, acne, queda de cabelo, inchaço e alterações hormonais.

“Assim como todo medicamento, se consumido em grandes dosagens (acima de 2g por dia) e por um período longo, ele pode sobrecarregar o fígado. O importante é utilizar tribulus terrestris somente quando for prescrito por um médico. Nunca por indicação de um amigo ou da internet. O ideal é realizar alguns exames antes de utilizar esse medicamento”, finaliza o Dr. Cerqueira.

Fonte: Dr. Fernando Cerqueira, médico nutrólogo responsável pela Clínica FC; especializado em nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN); membro da Sociedade Brasileira para Estudos da Fisiologia (Sobraf) e fellow endocrinológico pela UW School Of Medicine.

Leia também