Sistema circulatório venoso: saiba as causas e o tratamento

Segundo a cirurgiã vascular, Dra. Fátima El Hajj, "8 em cada 10 pessoas terão algum problema vascular ao longo da vida"

Especialista explica as causas e tratamentos para combater o problema
Especialista explica as causas e tratamentos para combater o problema - Shutterstock

por Julia Natulni
Publicado em 01/07/2021 às 14:27
Atualizado às 14:27

COMPARTILHEFacebook Saúde em DiaPinterest Saúde em Dia

O sistema circulatório venoso é composto por veias e vasos de paredes delicadas que são responsáveis por recolher sangue não oxigenado e escórias excretadas pelos órgãos de volta a circulação central. São esses mesmos vasos que são utilizados para realizar medicação endovenosa (injeções). No entanto, todo cuidado é pouco quando tratamos desse complexo, inchaço, dores nas pernas e veias dilatadas que podem indicar problemas circulatórios.

Segundo a Dra. Fátima El Hajj, cirurgiã vascular “8 em cada 10 pessoas apresentarão alguma queixa relacionada ao sistema venoso durante sua vida. As doenças venosas são as mais frequentes na população, e a maior parte do cotidiano de um cirurgião vascular. As mais comuns são varizes, seguida pela trombose venosa e embolia pulmonar”, explica.

O fato é que essas queixas podem mudar de acordo com a idade e o gênero de cada pessoa. “Em idosos, por exemplo, a úlcera venosa e a trombose venosa profunda, são mais comuns. Já nas mulheres, as famosas varizes (insuficiência venosa crônica), veias dilatadas e tortuosas que não conseguem desempenhar sua função corretamente, são mais habituais”. “Não é comum jovens apresentarem doenças vasculares, porém quando apresentam normalmente são vasinhos ou mal formações arteriovenosas.

Alguns fatores são cruciais para o desenvolvimento de problemas circulatórios, como sedentarismo, gestação, obesidade, histórico familiar com o problema, além do uso de hormônios anticoncepcionais”. De acordo com a médica, o tratamento é sempre multifatorial (comportamental, medicamentoso e cirúrgico), além de individualizado.

“Exercícios físicos, principalmente que fortaleçam os músculos da panturrilha, ingestão de água em quantidade adequada e uma alimentação saudável rica em antioxidantes, são os pilares para manter a saúde vascular saudável”, finaliza a Dra. Fátima El Hajj.  

Consultoria: Dra. Fátima El Hajj, cirurgiã vascular.

Leia também