Connect with us

O que você está procurando?

Beleza

Da gravidez ao puerpério: como a mãe deve cuidar da pele

O corpo da mulher passa por inúmeras transformações durante a gestação e após o parto, e a pele é um dos fatores que mais demanda atenção

Da gravidez ao puerpério: como a mãe deve cuidar da pele
Da gravidez ao puerpério: como a mãe deve cuidar da pele - Foto: Shutterstock

Em qualquer etapa da vida nosso corpo merece cuidados, mas durante a gestação é ainda mais importante dedicar tempo à pele. A atenção deve ir da descoberta da chegada do bebê ao puerpério, e não se restringe às mães de primeira viagem.

Melasma durante a após a gestação

Entre as mudanças mais frequentes no corpo das futuras mamães durante a gravidez estão as manchas escuras. Neste período é possível perceber o escurecimento de pintas e o aparecimento ou piora de manchas na face, características do melasma. 

O problema decorre de uma hiperpigmentação da pele que pode ocorrer especialmente na face. Ele tende a desaparecer ou melhorar em até três meses após o parto, mas pode persistir por longos períodos. 

A prevalência geral do melasma nas mulheres latino-americanas varia de 1,5% a 33,3% e aumenta em mulheres grávidas para 50% e 80%. Além disso, a condição é comum em gestações subsequentes e causa impacto negativo na qualidade de vida, principalmente por acometer a face e a imagem corporal. 

Por conta da insatisfação com a aparência, as pacientes apresentam um comprometimento da autoestima com repercussões na vida pessoal e profissional. Nesse sentido, para prevenir a doença é imprescindível apostar em medidas de fotoproteção.

Além disso, terapias combinadas com clareadores e procedimentos de consultório podem ser necessários para melhorar a mancha. É importante destacar que apenas dermatologistas capacitados podem realizar os procedimentos, caso contrário o problema pode se agravar.

O problema das estrias e da acne

Estrias também são comuns antes e após o parto. Isso porque a distensão além da capacidade de elasticidade da pele, em especial na região da barriga e quadris (áreas que passam por transformações intensas no curso da gestação) favorece o desenvolvimento de marcas nestas regiões.

Além disso, durante e após a gestação a mãe pode apresentar uma maior sensibilidade na pele, o que facilita o aparecimento de acne. Estas modificações são consequência da sensibilidade hormonal, além do ganho de peso natural do período gestacional. 

Confira dicas essenciais de cuidados com a pele na gravidez

Pensando no Dia das Mães, preparamos uma lista de cuidados que podem auxiliar mulheres durante a gestação e o puerpério. Confira:

Proteção solar

O mais importante, sem dúvidas, é o uso diário com fator de proteção, mesmo em ambientes com pouca exposição devido à alta sensibilidade do período. Esses produtos ajudam a controlar o aparecimento de manchas e garantem a saúde da pele. 

“É importante não aplicar o filtro nas áreas da amamentação para a criança não ter contato com o produto. A grávida ou a mãe podem usar qualquer tipo de filtro solar, idealmente com fatores de proteção elevados, acima de 30”, explica Dra. Fabiane Brenner, titular da diretoria da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Limpeza da pele

A oleosidade na pele da gestante pode aumentar pelo estímulo hormonal. Para tratar cravos e espinhas, as futuras mamães devem procurar o seu dermatologista e verificar qual melhor conduta é indicada, com dermocosméticos sem riscos para o bebê. Deve-se evitar a manipulação de produtos que contenham ácidos e mesmo o uso de aparelhos estéticos com ondas de alta frequência.

A pele já precisa de atenção quanto à hidratação em condições normais, durante a gestação o cuidado precisa ser redobrado. Mas, novamente, é preciso ter atenção aos produtos permitidos e recomendados pelos dermatologistas.

A pele no pós parto

Após o parto, a pele da mamãe pode ficar com algumas pequenas imperfeições. As marcas mais comuns (e incômodas para algumas mulheres) são as estrias avermelhadas, celulite e manchas escuras.

As áreas com estrias não vão sumir totalmente, mas podem ser amenizadas com o uso de cremes específicos para melhorar o aspecto da pele com tratamentos combinados. Quando se trata de manchas escuras, caso elas não desapareçam em até três meses, é necessário procurar um dermatologista para tratamento.

Com o pós-parto, o corpo passa, outra vez, por um grande reajustamento hormonal, período em que é importante estar vigilante à hidratação do corpo. Isto significa que a ingestão de líquidos deve ser mais frequente (ainda mais se a mamãe amamentar no peito). Além disso, hidratar a pele com cremes e óleos diariamente é uma boa dica.

Após o nascimento de seu bebê, não descuidar da proteção solar e da atenção aos produtos utilizados, que precisam de avaliação médica. Assim, o risco de passagem pelo leite materno reduz consideravelmente.

“Para recuperar a elasticidade, firmeza e regenerar a epiderme, use hidratantes restauradores específicos, procure tomar banhos rápidos, use sabonetes apenas nas dobras e evite uso de buchas”, explica Dra. Fabiane.

A especialista acrescenta ainda que uma rotina saudável, com a prática regular de atividades físicas, é fundamental para restabelecer o peso anterior, e assim manter a energia e a autoestima da mulher.

Advertisement

Você também vai gostar

Fitness

Se você treina e ainda consome refrigerante regularmente, veja os prejuízos que a bebida está causando ao seu organismo

Saúde Bucal

Mesmo com dentes de leite, as crianças com bruxismo devem passar pelo tratamento, uma vez que a condição pode causar problemas mais graves

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema