Connect with us

O que você está procurando?

Saúde Mental

Sofre de ansiedade? Conheça os sintomas do distúrbio

A ansiedade não tem um padrão e, portanto, ela pode se apresentar de diferentes maneiras. Saiba quais os principais sinais

Você sofre de ansiedade? Conheça os sinais do distúrbio
Você sofre de ansiedade? Conheça os sinais do distúrbio - Foto: Shutterstock

O Brasil é o país mais ansioso do mundo. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que, apenas em território nacional, cerca de 18,6 milhões de pessoas sofrem de ansiedade. O problema tem várias caras e também vários nomes: aflição, angústia, perturbação do espírito por conta da incerteza, relação com qualquer contexto de perigo, etc. No entanto, quando os sintomas passam a prejudicar nossa rotina e bem-estar mental, provavelmente a ansiedade se tornou uma patologia.

O Ministério da Saúde define a ansiedade como um recurso importante e funcional para o organismo humano, pois é responsável pela adaptação em casos desconhecidos, além de alertar o corpo e a mente em momentos de perigo. Porém, ela se torna um transtorno quando se manifesta de modo exagerado e persistente, atrapalhando diferentes áreas da vida.

Sintomas da ansiedade

Conforme o ministério, os sintomas da ansiedade aparecem como:

  • Preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar);
  • Sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer;
  • Preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho;
  • Medo extremo de algum objeto ou situação em particular;
  • Medo exagerado de ser humilhado publicamente;
  • Falta de controle sobre os pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem independentemente da vontade;
  • Pavor depois de uma situação muito difícil.

Diferentes tipos e formas de tratar

O transtorno de ansiedade não segue um padrão. O distúrbio pode apresentar diferentes formas, o que requer tratamentos individualizados. “A ansiedade pode se apresentar de muitos modos distintos. Alguns tipos apresentam características mais físicas, enquanto outros são mais relacionados a preocupações mentais. E há os que se manifestem somente em situações específicas”, explica a psicóloga Regiane Galanti, no livro Ansiedade Não é Frescura.

Algumas técnicas podem ajudar a diminuir a ansiedade, como a prática de exercícios físicos ou permanecer um tempo desconectado, por exemplo. No entanto, o fundamental é tratar o problema com ajuda profissional, fazendo acompanhamento psicológico. Isso porque só o especialista poderá encontrar caminhos alternativos e eficientes para que a pessoa lide melhor com o distúrbio, promovendo mais qualidade de vida. 

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse

Fitness

Especialista em fisiologia do exercício aponta as principais diferenças entre crossfit, musculação, treino funcional e calistenia