Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

Saúde do intestino: yoga pode melhorar problemas de digestão

O intestino tem relação direta com nosso bem-estar físico e emocional. Por isso, o yoga é um aliado para afastar doenças e desconfortos

Saúde do intestino: yoga pode melhorar problemas de digestão
Saúde do intestino: yoga pode melhorar problemas de digestão - Foto: Shutterstock

O intestino tem até nove metros de comprimento e uma rede de células nervosas, que desempenham um papel fundamental na nossa saúde física e mental. Além de ser responsável pela absorção e digestão dos nutrientes,o órgão abriga cerca de 70% do nosso sistema imunológico. Por isso, seu bem-estar é tão importante para a nossa saúde.

A saúde do intestino impacta o bem-estar de todo o corpo

Segundo Francisco Kaiut, professor de yoga, quiroprata e terapeuta natural, o intestino não apenas afeta nossa digestão, mas também nossas emoções, sono, comportamento e estados emocionais. 

O contrário também é verdadeiro: nossas emoções podem influenciar diretamente o funcionamento do intestino. A síndrome do intestino irritável, por exemplo, é uma condição associada ao estresse emocional que causa dor abdominal, diarreia ou constipação.

“A relação entre o intestino e o estado emocional é tão poderosa que até mesmo a biomecânica do órgão pode ser impactada, resultando em distúrbios gastrointestinais e outros sintomas. É por isso que cuidar da saúde intestinal envolve não apenas o corpo, mas também a mente. É aí que o yoga entra em cena”, afirma Francisco.

Qual a relação entre o yoga e a saúde digestiva?

O yoga é uma prática milenar que envolve posturas capazes de alcançar todas as áreas do corpo. Essas posturas estimulam a circulação sanguínea, aumentando o fluxo de oxigênio e nutrientes para os órgãos, incluindo o intestino. Além disso, os asanas do yoga ajudam a estimular o sistema digestivo e podem aliviar sintomas de constipação.

No entanto, o yoga vai além dos aspectos físicos. Segundo o quiroprata e terapeuta natural, uma das características mais importantes dessa prática é o seu efeito relaxante no corpo e na mente. O yoga pode ajudar a aliviar o estresse e a ansiedade, fatores que podem afetar negativamente o funcionamento do intestino. Além disso, a prática melhora a qualidade do sono, outro fator crucial para a saúde do órgão.

Problemas digestivos: como surgem e como se livrar deles?

O intestino possui uma autonomia de funcionamento impressionante, operando independentemente do sistema nervoso central, embora receba influências das áreas do cérebro responsáveis pelas emoções. Isso ocorre porque ele é comandado pelo sistema nervoso entérico, uma rede neural que percorre o abdômen, do esôfago ao reto, e se comunica com o sistema nervoso central.

Quando ocorre um desequilíbrio na flora intestinal, conhecido como disbiose, diversas complicações podem surgir. A disbiose ocorre quando há uma quantidade excessiva de bactérias prejudiciais ou uma quantidade reduzida de bactérias benéficas no intestino. Essa condição pode ser causada por diversos fatores, como alimentação inadequada, uso excessivo de antibióticos e estresse emocional.

“Felizmente, os benefícios do yoga para a saúde intestinal estão sendo cada vez mais reconhecidos. Cientistas estão avaliando como essa prática ancestral pode aliviar sintomas de constipação e diarreia, melhorar a digestão e reduzir inflamações. As posturas do yoga, combinadas com técnicas de respiração e meditação, podem ser uma poderosa aliada na busca pelo equilíbrio intestinal e bem-estar geral”, explica Francisco.

Apenas o yoga não basta

O professor ressalta que, embora o yoga possa ser uma prática complementar benéfica para a saúde intestinal, é fundamental consultar um médico em caso de problemas intestinais ou qualquer condição de saúde. 

“Um profissional de saúde poderá realizar uma avaliação completa, diagnosticar possíveis condições subjacentes e fornecer orientações personalizadas. Cada indivíduo é único e pode exigir abordagens específicas de tratamento. O cuidado integrado entre práticas naturais e cuidados médicos é a melhor maneira de promover a saúde intestinal e o bem-estar geral”, destaca o profissional.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse