Connect with us

O que você está procurando?

Doenças

Entenda o que é a alopecia androgenética, condição que afeta Deborah Secco

Atriz revelou recentemente que lida desde sempre com a alopecia androgenética, condição também conhecida como calvície

Entenda o que é a alopecia androgenética, condição que afeta Deborah Secco
Entenda o que é a alopecia androgenética, condição que afeta Deborah Secco - Foto: Reprodução Instagram (@dedesecco)

Deborah Secco, 43, revelou recentemente em uma entrevista à RedeTV! que luta contra a alopecia androgenética, uma condição genética conhecida popularmente como calvície. Segundo a atriz, ela enfrenta essa questão desde sempre, convivendo com fios de cabelo finos e delicados, semelhantes aos de um bebê.

O que é a alopecia androgenética?

A alopécia androgenética é uma condição genética e hereditária, mais comumente associada aos homens. No entanto, ela também pode afetar as mulheres, como explica o dermatologista Gustavo Martins. De acordo com o especialista, a sensibilidade dos folículos capilares aos hormônios andrógenos, em especial a testosterona, é a principal causa desse processo. 

“Na alopecia androgenética, os folículos capilares gradualmente encolhem e diminuem a produção de fios de cabelo saudáveis. Isso resulta em uma redução progressiva na densidade capilar, afetando principalmente a região do topo da cabeça”, esclarece o Dr. Gustavo.

Embora as mulheres enfrentem essa condição em menor proporção, isso não diminui os impactos emocionais significativos que podem ser vivenciados, ressalta o dermatologista. Além disso, vale destacar que cada caso de alopécia androgenética é único, e o tratamento pode variar de acordo com a gravidade e as necessidades individuais de cada paciente. 

“Felizmente, existem opções terapêuticas disponíveis, como medicamentos tópicos, terapias a laser e transplante capilar, que podem ajudar a retardar a progressão da queda de cabelo e estimular o crescimento dos fios”, aponta o especialista.

A condição tem cura?

Infelizmente, a alopecia androgenética não tem cura definitiva. Nesse sentido, o acompanhamento médico especializado desempenha um papel fundamental para identificar o melhor tratamento para cada paciente e oferecer suporte emocional durante todo o processo. 

Por isso, a aceitação das particularidades capilares é essencial. Para Gustavo, a história corajosa de Deborah Secco é um exemplo inspirador para desmistificar a ideia de que a calvície é uma questão exclusivamente masculina.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse

Fitness

Especialista em fisiologia do exercício aponta as principais diferenças entre crossfit, musculação, treino funcional e calistenia