Connect with us

O que você está procurando?

Fitness

Prática de exercícios reduz custos com saúde, aponta pesquisa

Pesquisa feita pela plataforma Gympass mostrou que usuários que praticam exercícios regularmente gastam menos dinheiro com saúde

Prática de exercícios reduz custos com saúde, aponta pesquisa
Prática de exercícios reduz custos com saúde, aponta pesquisa - Foto: Shutterstock

Não é novidade que a prática de exercícios físicos traz inúmeros benefícios para a saúde. Mas um estudo recente mostrou que deixar o sedentarismo de lado também contribui com a nossa vida financeira. Isso porque a prática de atividade física reduz consequentemente o custo com saúde e serviços médicos.

A plataforma Gympass anunciou um estudo inédito que avalia qual a diferença nos custos de saúde entre usuários ativos na comparação com não usuários e participantes menos ativos. Os resultados revelam que os indivíduos que praticam exercícios físicos pelo menos cinco vezes por mês tiveram uma redução de 35% nos custos de saúde das empresas após um período de 12 meses.

Para Priscila Siqueira, líder do Gympass no Brasil, esta é uma oportunidade de as empresas pensarem sobre o bem-estar de seus colaboradores. “É uma relação de ganha-ganha para empregadores e empregados. Por meio dela, as empresas conseguem criar uma força de trabalho mais feliz e saudável ao mesmo tempo em que reduzem custos”, afirma.

Exercícios reduzem custos com saúde

A equipe responsável pelo estudo comparou dois grupos de teste. Isto é, usuários do Gympass com até 4 check-ins/mês e usuários com mais de 5 check-ins/mês. Além disso, havia um grupo de controle (não usuários). 

A amostra incluiu um grupo de controle com mais de 17 mil funcionários de clientes corporativos do Gympass que não são assinantes e mais de 2 mil colaboradores que são assinantes ativos. Eles se agruparam com base em perfis semelhantes de gênero e idade. Também tinham base em gastos semelhantes com custos de saúde nos seis meses anteriores ao início do estudo.

Após a formação dos grupos, os pesquisadores compararam o custo médio com saúde nos seis meses anteriores ao primeiro check-in e o custo médio nos seis meses posteriores a um período de 12 meses. Por fim, as informações foram cruzadas com dados de saúde em nível individual no Brasil de 2019 a 2022 para chegar ao resultado final.

Este é o primeiro estudo do Gympass a correlacionar a prática regular de atividade física com a redução dos gastos com saúde. Vale destacar que pacientes neonatais, oncológicos, domiciliares, transplantados e em diálise não foram incluídos. Isso porque seus custos com saúde não se influenciam pela prática de exercícios físicos.

Advertisement

Você também vai gostar

Beleza

Celebridades como Jennifer Aniston, Kim Kardashian e Tatá Werneck já fizeram o tratamento facial com esperma de salmão

Medicamentos

Seja para tratar doenças ginecológicas ou combater os efeitos da menopausa, conheça as funções do implante hormonal

Dor

Sensação de pressão, chiado e dor de cabeça são sintomas que geralmente acompanham a dor de ouvido. A condição causa incômodo intenso, o que...

Alimentação

Ricas em vitaminas e proteínas, as sementes de cânhamo são consideradas um superalimento graças aos impactos positivos no organismo