Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

Anvisa proíbe venda de pomadas para cabelo; entenda os riscos

A Anvisa proibiu a venda de pomadas para modelar e trançar cabelos após casos de perda de visão. Entenda quais riscos esses produtos oferecem

Anvisa proíbe venda de pomadas para cabelo; entenda os riscos
Anvisa proíbe venda de pomadas para cabelo; entenda os riscos - Foto: Shutterstock

A proximidade do carnaval está lotando os serviços de emergência dos hospitais oftalmológicos, e o problema está nas pomadas usadas para modelar e trançar cabelos. Como resultado, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu nesta sexta-feira (10) a venda de todas as pomadas para modelar e trançar cabelos no país. 

A medida veta a comercialização de todos os lotes de qualquer desses produtos. Também está vetado a utilização por consumidores e profissionais de beleza. Agora a autarquia vai iniciar uma pesquisa detalhada sobre quais componentes estão colocando em risco a visão para que as empresas possam aprimorar os produtos e, assim, tornar a utilização mais segura para a saúde.

Risco de queimadura

Segundo o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, presidente do Instituto Penido Burnier, um componente suspeito de ameaçar a saúde dos olhos é o propilenoglicol, composto orgânico do álcool, bastante abrasivo e usado em produtos cosméticos. O médico relata que este foi o caso da consultora comercial Larissa Caroline, que chegou ao consultório com uma dor terrível por queimadura na córnea.

O especialista comenta que, segundo a paciente, a pomada modeladora escorreu para dentro do olho durante o banho. Por sorte, comenta o profissional, ela buscou atendimento imediatamente. Quando chegou ao consultório estava com a visão bastante embaçada, embora a lesão na córnea tenha sido superficial. “Fizemos uma higienização completa e, após o uso de colírios por cinco dias, estava completamente recuperada”, afirma.

No entanto, nem todas as mulheres têm a mesma sorte, ressalta o oftalmologista. Isso porque o contato do propilenoglicol com a córnea pode causar abrasão superficial, provocar cegueira temporária e até perda definitiva da visão, principalmente se o atendimento médico não for imediato.

Outros riscos causados pelas pomadas

Leôncio esclarece que outro possível perigo nas pomadas para cabelo são os conservantes que, embora sejam importantes para evitar a proliferação de bactérias, podem causar efeitos desastrosos nos olhos. “De acordo com o CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia), a associação do conservante MCI (metilcloroisotiazolinona) ao MI (metilisotiazolinona), deve ser evitada nas fórmulas”, salienta. 

Isso porque na Europa há anos é contraindicada a combinação desses dois conservantes em produtos não enxaguáveis, como é o caso das pomadas para cabelo, explica o médico. Por isso, vale a pena ler a composição do produto antes de aplicar nos fios. 

A determinação publicada no Journal of the European Union é resultado de uma análise do CCS (Comité Científico da Segurança dos Consumidores da União Europeia). A organização demonstrou que a associação desses dois componentes aumenta o risco de alergia cutânea.

O oftalmologista ressalta que 6 em cada 10 reações alérgicas têm manifestação simultânea nos olhos e provocam coceira intensa que pode deformar a córnea, causar vermelhidão, dor e diminuir a percepção visual. Não por acaso, comenta Leôncio, a coceira é um dos sintomas citados pelas mulheres que tiveram problema com pomada modeladora. “Quem já tem alguma alergia deve redobrar a atenção com o uso. Isso porque podem ter grave reação alérgica nos olhos, pontua.

Como proteger seus olhos

“Mulheres que não aplicaram pomada no cabelo devem aguardar a avaliação dos produtos disponíveis no mercado pela Anvisa. Apesar da interdição, ainda é possível encontrar muitas ofertas na internet, mas uma queimadura na córnea pode ser irrecuperável. Não vale a pena arriscar”, alerta o oftalmologista. 

A recomendação do profissional para quem aplicou uma pomada modeladora recentemente é evitar sair a pé em dias de chuva, evitar banhos de piscina ou mar e lavar o cabelo para retirar o produto em um salão, ou em casa  com a cabeça inclinada para trás, tomando todo cuidado para não respingar uma gota no olho. 

Caso o produto penetre no olho o especialista ensina lavar abundantemente com água e aplicar compressas feitas com água fria e gaze. Não desaparecendo o desconforto, consulte um oftalmologista de sua confiança imediatamente para passar por avaliação e higienização profissional do olho. Leôncio alerta para não esperar por melhora espontânea. 

“Lesões mais graves na córnea precisam de acompanhamento médico e prescrição de colírios que variam de acordo com a gravidade de cada caso. Quanto mais rápido é o atendimento menores são as chances da lesão na córnea ser permanente”, salienta. 

Em alguns casos, pode ocorrer conjuntivite tóxica que, embora não seja contagiosa, é bastante desconfortável. “Em todas as sequelas, a proteção dos olhos com óculos escuros que filtram a radiação ultravioleta diminui o desconforto”, aconselha o profissional.

Alternativa sem risco para fugir das pomadas

Leôncio afirma que a alternativa para modelar o cabelo neste carnaval sem correr risco, enquanto a medida cautelar da Anvisa estiver em vigor, é fazer a modelagem do cabelo com gel sem álcool. “Você pode até achar que não faz o mesmo efeito, mas é melhor prevenir uma lesão nos olhos e curtir o carnaval do que arriscar e passar o resto de seus dias no escuro”, destaca.

Advertisement

Você também vai gostar

Emagrecer

Quem está se propondo a perder peso muitas vezes recupera o antigo número na balança. Conheça algumas dicas para emagrecer de forma definitiva

Doenças

Médica aponta que 50% das pacientes com lipedema também apresentam varizes. Veja como iniciar o tratamento das condições

Doenças

Também conhecida como hipertensão, a pressão alta atinge 32,5% da população adulta brasileira, o que representa 36 milhões de pessoas. Além disso, mais de...

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa