Connect with us

O que você está procurando?

Alimentação

Veja quais são os alimentos probióticos e porque incluir na dieta

Alimentos probióticos são especialmente importantes para a saúde do intestino e, por isso, não devem ficar de fora da dieta

Veja quais são os alimentos probióticos e porque incluir na dieta
Veja quais são os alimentos probióticos e porque incluir na dieta - Foto: Shuttestock

Alimentos probióticos são aqueles que possuem microrganismos vivos em sua composição e que, quando administrados em quantidades corretas, são benéficos para a saúde. O intestino é o mais beneficiado, pois os benefícios são especialmente importantes para a sua microbiota.

Por terem esses efeitos na saúde, os alimentos probióticos são também alimentos funcionais, explica a nutricionista Larissa Olmo. A profissional chama atenção para a diferença entre alimentos prebióticos, probióticos e simbióticos.

“Os alimentos prebióticos são aqueles que terão em sua composição compostos não-digeríveis pelo organismo humano, mas as bactérias presentes no intestino conseguem, ou seja, prebióticos e probióticos andam juntos”, afirma. 

“Por fim, os alimentos simbióticos são aqueles em que o prebiótico e o probiótico estão combinados, por exemplo quando você come um iogurte (probiótico) com uva (uma fruta prebiótica) ao mesmo tempo”, completa a especialista.

Os alimentos probióticos podem conter diversos microrganismos em sua composição com efeitos diferentes. Os microrganismos mais conhecidos, conforme Larissa, são aqueles dos grupos de Lactobacillus e Bifidobacterium.

Funções no organismo

O médico especialista em medicina natural e suplementação, Christian Aguiar, explica as funções dos alimentos probióticos no organismo. Confira:

  • Modulação da microbiota intestinal: os probióticos atuam como moduladores, promovendo o crescimento de bactérias benéficas e inibindo patógenos. Este processo, chamado exclusão competitiva, é fundamental para o equilíbrio do ecossistema intestinal;
  • Fortalecimento da barreira intestinal: estudos in vitro e in vivo mostram que certos probióticos estimulam a produção de mucina e fortalecem as junções intercelulares do epitélio intestinal. Assim, reduz a permeabilidade e o risco de translocação bacteriana;
  • Imunomodulação: os probióticos interagem com o sistema imunológico da mucosa intestinal (GALT), estimulando a produção de citocinas anti-inflamatórias e modulando a resposta imune adaptativa. Este efeito impacta não só a saúde intestinal, mas também condições sistêmicas como alergias e doenças autoimunes;
  • Produção de metabólitos benéficos: muitas cepas probióticas produzem ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), como butirato, propionato e acetato. Esses compostos são fonte de energia para os colonócitos e possuem propriedades anti-inflamatórias e anti neoplásicas;
  • Síntese de vitaminas: algumas bactérias probióticas podem sintetizar vitaminas do complexo B e vitamina K, contribuindo para o status nutricional do hospedeiro;
  • Digestão e absorção de nutrientes: alguns probióticos produzem enzimas que ajudam na digestão de carboidratos complexos e proteínas, melhorando a absorção de nutrientes e reduzindo sintomas de intolerâncias alimentares;
  • Neuroimunomodulação: evidências sugerem que os probióticos podem influenciar o eixo intestino-cérebro através da produção de neurotransmissores e modulação da resposta inflamatória, com potenciais implicações para a saúde mental e neurológica.

“Em conclusão, alimentos probióticos são promissores na promoção da saúde e prevenção de doenças”, enfatiza o médico.

Exemplos de alimentos probióticos

O médico especialista em medicina natural e suplementação aponta alguns exemplos de alimentos probióticos e explica seus benefícios à saúde. Veja:

  • Iogurte Natural: um clássico entre os probióticos, o iogurte natural, fermentado com Lactobacillus e Bifidobacterium, oferece vários benefícios à saúde intestinal. Estudos indicam que o consumo regular de iogurte natural pode reduzir a diarreia associada a antibióticos, melhorar a digestão da lactose e fortalecer a resposta imune;
  • Kefir: originário das montanhas do Cáucaso, o kefir é uma bebida láctea fermentada por grãos de kefir, uma comunidade simbiótica de bactérias e leveduras. O kefir modula a microbiota intestinal, inibe bactérias patogênicas como Salmonella e E. coli, e possui potencial anti-inflamatório;
  • Chucrute: um prato tradicional alemão, o chucrute é feito de repolho fermentado por bactérias ácido-lácticas como Leuconostoc, Lactobacillus e Pediococcus. Rico em probióticos, o chucrute pode ajudar na digestão, fortalecer o sistema imunológico e melhorar a saúde cardiovascular;
  • Kombucha: uma bebida fermentada de chá preto ou verde, a kombucha ganhou popularidade por seus potenciais benefícios à saúde. A fermentação ocorre por uma cultura simbiótica de bactérias e leveduras (SCOBY), que produz probióticos, ácidos orgânicos e antioxidantes. Estudos sugerem que a kombucha pode ter efeitos antimicrobianos, antioxidantes e anti-inflamatórios;
  • Miso: um ingrediente essencial na culinária japonesa, o miso é uma pasta fermentada de soja, sal e, geralmente, arroz ou cevada. Rico em probióticos, enzimas digestivas e antioxidantes, o miso melhora a digestão, reduz o risco de certos cânceres e fortalece o sistema imunológico.

Cuidados e contraindicações

De acordo com a nutricionista Larissa Olmo, a inclusão desses alimentos na dieta é essencial e importante. No entanto, seu consumo deve estar associado com hábitos e uma alimentação saudável para potencializar os efeitos no organismo.

Além disso, esses alimentos podem trazer alguns efeitos colaterais comuns, como gases e a sensação de inchaço devido a fermentação dessas bactérias no nosso intestino. “Por isso, em algumas situações onde há alguma patologia intestinal envolvida, o efeito desses alimentos pode não ser tão positivo, precisando ser avaliado”, alerta a profissional.

Advertisement

Você também vai gostar

Saúde Mental

Professor de yoga ensina 5 exercicios eficazes no combate dos sintomas de ansiedade, bem como de outros problemas de saúde mental

Notícias

Especialista destaca a importância e detalha como é feito o check-up auditivo, quais exames inclui e quando fazer

Fitness

Sexóloga aponta 6 impactos positivos da prática regular de atividade física na saúde e no bem-estar sexual feminino

Beleza

Tanto a pele quanto as unhas exigem cuidados redobrados durante o inverno. Especialista dá dicas de como manter o autocuidado diário