Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

Dia do Sexo: entenda como a prática sexual é benéfica para a saúde

Entenda quais ganhos o sexo proporciona para a mente e o corpo, e saiba como driblar desafios com a líbido e o apetite sexual

Dia do Sexo: veja os benefícios da relação sexual para a saúde
Dia do Sexo: veja os benefícios da relação sexual para a saúde - Foto: Shutterstock

Hoje é Dia do Sexo (06/09), data que foi criada com um objetivo publicitário e hoje se tornou uma oportunidade para promover os benefícios da relação sexual à saúde. E, de fato, os ganhos para a mente e o corpo são muitos.

“Os estudos apontam benefícios como redução do estresse e da ansiedade, melhora do humor, liberando endorfinas que promovem a sensação de bem-estar, fortalecimento do sistema imunológico, alívio da dor, melhora da qualidade do sono e benefícios cardiovasculares”, aponta a Dra. Clarissa Silveira, médica ginecologista com foco em saúde sexual e fundadora da Mia Care.

Além disso, segundo a especialista, o sexo contribui com a redução da pressão arterial e aumenta a intimidade e a conexão emocional em relacionamentos. Há também os benefícios para o corpo. Segundo o personal trainer Matheus Vianna, a prática sexual queima calorias e fortalece a musculatura pélvica, além de liberar endorfina.

Neurotransmissores do prazer

A endorfina é liberada durante e logo após o ato sexual. Ela promove a melhora quase imediata do humor, diminuindo as tensões do dia a dia e reduzindo os efeitos do estresse no corpo. Mas este é apenas um dos neurotransmissores associados ao sexo: há ainda a dopamina e a serotonina.

O Dr. Higor Caldato, médico psiquiatra e sócio do Instituto Nutrindo Ideais, explica que a dopamina é um neurotransmissor associado às sensações de prazer e recompensa. “Durante a atividade sexual o cérebro libera dopamina em resposta a estímulos e sensações prazerosas como, como carícias, beijos, toques e orgasmos”, afirma. 

Conforme o especialista, a dopamina aumenta a sensação de recompensa incentivando a repetição do comportamento sexual e contribuindo para a motivação sexual. A serotonina, por sua vez, desempenha um importante papel no bem-estar emocional, melhorando o humor e proporcionando uma sensação de relaxamento.

Masturbação e o uso de sex toys

Não é necessário estar a dois para experimentar os benefícios do sexo à saúde. Isso porque a prática da masturbação, especialmente com sex toys (como vibradores) também pode proporcionar incríveis ganhos para a mente e o corpo.

O uso regular de vibradores, por exemplo, promove o fortalecimento do assoalho pélvico, reduzindo e prevenindo a incontinência urinária, além de causar a diminuição de dores na região, aponta Isabela Cerqueira, especialista em sexualidade, fundadora e CEO da Good Vibres. 

“Também pode ajudar no aumento de libido e autoestima sexual, redução do estresse e melhora da qualidade do sono. Até mesmo cólicas menstruais são aliviadas com o uso de vibradores”, destaca a especialista.

Apesar dos tabus que cercam o uso de vibradores, Isabela ressalta que eles podem ser especialmente vantajosos para mulheres no climatério ou que já passaram pela menopausa. 

“Neste período, os hormônios femininos diminuem, podendo causar queda na libido e dificuldade para ter relação por conta de dores pode acontecer. Nesse contexto, o vibrador entra como um importante aliado na manutenção de uma vida sexual ativa após a menopausa”, afirma. 

Isabela destaca ainda que o uso de vibradores pode auxiliar no autoconhecimento e bem-estar geral, promovendo mais do que uma prevenção de males, mas sim uma melhora na qualidade de vida, autoestima e felicidade das pessoas. 

“Além disso, no caso de casais heterossexuais, o uso de vibradores pode ser muito útil, principalmente se considerarmos o descompasso comumente encontrado devido a lubrificação reduzida e menor tempo de excitação feminino, em conjunto com o tempo de relação diminuído para homens”, diz a profissional. 

Problemas com a líbido? Saiba o que fazer

Quem enfrenta problemas com a falta de líbido dificilmente consegue aproveitar os benefícios do sexo à saúde. “A baixa libido pode ser causada por uma série de fatores, incluindo estresse, problemas de relacionamento, uso de medicamentos e alterações hormonais”, explica Clarissa.

Além disso, este também pode ser um sinal de problemas de saúde, como depressão, ansiedade, diabetes ou desequilíbrios hormonais. “Portanto, uma libido baixa indica a necessidade de avaliação médica para identificar e tratar possíveis causas”, destaca a ginecologista.

Felizmente, existem algumas estratégias que podem influenciar no desejo sexual e aumentar a libido. A profissional destaca as principais formas de aumentar o apetite sexual. Confira:

  • Manter um estilo de vida saudável, incluindo uma dieta equilibrada e exercícios regulares;
  • Gerenciar o estresse por meio de técnicas de relaxamento, como meditação ou yoga;
  • Recorrer a alimentos afrodisíacos, como chocolate, ostras, morangos, abacate e pimenta, que podem melhorar a circulação sanguínea e aumentar a sensação de prazer;
  • Experimentar a literatura erótica, que pode ser uma forma estimulante de explorar fantasias e despertar o desejo sexual, além de aumentar a criatividade e conexão com o próprio corpo;
  • Comunicar-se abertamente com o parceiro ou parceira sobre suas necessidades e desejos;
  • Experimentar novas formas de intimidade, como massagens sensuais, jogos eróticos e abusar dos sex toys.

“É importante lembrar que a saúde sexual é uma parte fundamental do bem-estar geral. Se você estiver enfrentando problemas relacionados ao sexo ou tiver preocupações com sua saúde sexual, não hesite em procurar ajuda de um profissional de saúde especializado em sexualidade, como um ginecologista ou sexólogo. O sexo deve ser uma experiência positiva e saudável, e cuidar da sua saúde sexual é essencial para uma vida feliz e satisfatória”, destaca a médica.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

Estudo mostrou que 88% das pessoas de todo o mundo têm menos vitamina D no corpo do que o recomendado, o que causa diversos...

Doenças

Marrone, da dupla com Bruno, foi diagnosticado com estágio avançado de glaucoma em ambos os olhos. Entenda a gravidade

Doenças

O ceratocone está entre as principais motivações para o transplante de córnea – tanto em adultos, como em crianças

Doenças

As baixas temperaturas e outras características da estação diminuem a imunidade e aumentam a circulação de vírus, como da conjuntivite