Connect with us

O que você está procurando?

Doenças

Epidermólise bolhosa: entenda a condição que causa “pele de borboleta”

Assunto repercutiu após vídeo de reencontro entre mãe e filho com epidermólise bolhosa viralizar. Entenda o termo “pele de borboleta”

Epidermólise bolhosa: entenda a condição que causa “pele de borboleta”
Epidermólise bolhosa: entenda a condição que causa “pele de borboleta” - Foto: Reprodução Instagram (@tayanegandra)

Guilherme, de 8 anos, emocionou o país ao acordar depois de 16 dias em coma e reencontrar a mãe, Tayane Gandra. O registro viralizou nas redes sociais e chamou a atenção para uma doença extremamente rara: a epidermólise bolhosa

Trata-se de uma condição genética autoimune que provoca graves ferimentos na pele. Ela não é contagiosa e não tem cura. No entanto, segundo o Ministério da Saúde, apenas quatro em cada um milhão de crianças nascem com essas lesões.

O que é a epidermólise bolhosa

De acordo com o dermatologista Gustavo Martins, a pele de pacientes com epidermólise bolhosa apresenta uma deficiência na produção da proteína de ligação, o colágeno tipo VII. 

“Essa proteína é responsável por unir a derme à epiderme, e sua ausência resulta em uma pele extremamente frágil e sensível. O simples atrito ou pressão na pele pode causar a formação de bolhas dolorosas e feridas”, diz o especialista.

Por serem frágeis e delicadas, os médicos comparam a pacientes com epidermólise bolhosa com as asas de uma borboleta – daí o apelido da condição.

Como tratar a condição

O dermatologista explica que para prevenir e minimizar os sintomas, é necessário adotar uma série de cuidados. A utilização de medicações imunobiológicas pode ajudar a estabilizar a condição, mas, infelizmente, ainda não existe uma cura definitiva. 

“Além disso, é fundamental evitar traumas na pele, como atritos, batidas ou pressões excessivas. Recomenda-se evitar roupas apertadas, calçados desconfortáveis e tecidos sintéticos, que podem causar danos à pele delicada”, destaca o profissional.

A doença geralmente se manifesta desde o nascimento ou durante a infância, o que demanda um cuidado constante e um acompanhamento médico especializado. 

“Além dos desafios físicos, a condição também pode ter um impacto emocional significativo. Portanto, é essencial oferecer um acolhimento adequado para garantir o desenvolvimento psicossocial do paciente”, aponta Gustavo.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

Colocado através de cirurgia, o implante coclear é indicado para pacientes com perda auditiva severa à profunda

Notícias

Compressões na coluna vertebral podem pode afetar a funcionalidade dos nervos, levando a sensação de formigamento nas mãos e nos dedos

Doenças

A sarcopenia diminui a massa muscular, a força e, com isso, a qualidade de vida de pessoas idosas - especialmente as sedentárias

Doenças

Casos de AVC e infarto aumentam entre 20% e 30% respectivamente durante o clima frio. Veja como se proteger no inverno