Connect with us

O que você está procurando?

Doenças

Tem pressão alta? Confira 5 hábitos que você deve evitar

A pressão alta aumenta consideravelmente o risco de doenças cardiovasculares, mas alguns hábitos podem impulsionar esses efeitos negativos

Tem pressão alta? Confira 5 hábitos que você deve evitar
Tem pressão alta? Confira 5 hábitos que você deve evitar - Foto: Shutterstock

A pressão alta, também conhecida como hipertensão, é uma condição crônica que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão, a doença atinge 30% da população adulta brasileira. Esse alto número é um risco para a saúde pública, pois ela aumenta significativamente o risco de doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos e derrames.

Para aqueles que sofrem de pressão alta, é essencial adotar um estilo de vida saudável e evitar certos hábitos que podem agravar a condição, como explica o médico e cardiologista Dr. Roberto Yano. 

“A pressão alta é o principal fator de risco para doenças cardiovasculares. Só no Brasil 400 mil pessoas morrem todos os anos em decorrência da hipertensão arterial. Muito disso se deve aos maus hábitos de vida que os brasileiros no geral costumam ter”, adverte o médico. 

Hábitos que você deve evitar se tiver pressão alta

Pensando nisso, o especialista destaca 5 hábitos que você deve evitar se tiver pressão alta. Confira:

1. Consumo excessivo de sal. “O consumo excessivo de sal é um dos principais fatores que contribuem para a pressão alta. Isso porque o sódio presente no sal, quando em grandes quantidades, faz com que a pessoa retenha mais líquido, aumentando o volume sanguíneo e colocando mais pressão nas paredes das artérias. Portanto, é recomendado limitar o consumo de sal a menos de 5 gramas por dia, o equivalente a uma colher de chá rasa”, explica o Dr. Roberto Yano.

2. Tabagismo. “Fumar não apenas aumenta temporariamente a pressão arterial, mas também danifica as paredes dos vasos sanguíneos, tornando-os mais estreitos e rígidos. Além disso, o tabagismo está associado a um maior risco de doenças cardiovasculares e doenças pulmonares graves. Parar de fumar é essencial para controlar a pressão arterial e melhorar a saúde geral”, destaca.

3. Consumo excessivo de álcool. “O consumo excessivo de álcool pode levar a um aumento da pressão arterial. Beber em excesso também pode contribuir para a obesidade e o ganho de peso, outro fator de risco para a pressão alta”, aponta ocardiologista.

4. Estresse crônico. “O estresse crônico eleva a pressão arterial e contribui para o desenvolvimento da hipertensão. Encontrar maneiras saudáveis de lidar com o estresse, como a prática regular de exercícios físicos, meditação, ou hobbies relaxantes, é essencial para controlar a pressão arterial”, alerta.
5. Sedentarismo. “A falta de atividade física regular está fortemente associada a um maior risco da ocorrência de pressão alta. Sendo assim, a prática de exercícios ajuda a fortalecer o coração e melhora nossos vasos sanguíneos, além de ajudar no controle do peso corporal”, aponta o profissional.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse