Connect with us

O que você está procurando?

Beleza

Amadurecimento: veja como lidar com o envelhecimento da pele

Biomédica explica que a partir dos 25 anos nossa produção de colágeno reduz naturalmente, o que promove o envelhecimento da pele

Amadurecimento: veja como lidar com o envelhecimento da pele
Amadurecimento: veja como lidar com o envelhecimento da pele - Foto Shutterstock

O passar do tempo é imbatível. E, com ele, algumas marcas de amadurecimento podem ficar pelo caminho – especialmente na pele. Conforme os anos passam, a elasticidade da epiderme diminui, surgem as primeiras rugas e algumas manchas parecem nunca ir embora. O processo, que pode ser mais simples para alguns, pode acarretar em problemas de autoestima para grande parte das mulheres.

Segundo a biomédica Cristiane Moura, o envelhecimento da pele começa cedo. “A partir dos 25 anos, a produção de colágeno fica reduzida. Aos 35 anos, podemos observar sinais do envelhecimento”, explica. 

São eles: surgem rugas leves ao redor dos olhos, as sobrancelhas ficam um pouco baixas, surge um vinco na região entre as duas sobrancelhas, a área frontal (testa) fica com marcas, a pele se torna mais flácida, e os lábios mais finos. 

“É o momento que algumas pessoas começam a fazer estímulos de colágeno e aplicação de toxina botulínica (botox), além da aplicação do ácido hialurônico, para devolver elastina e fibroblasto ao tecido. Podemos considerar uma pele madura a partir dos 40 anos”, afirma a especialista.

Como cuidar de uma pele madura?

Conforme a biomédica, esta fase é o momento certo para iniciar uma série de cuidados específicos. “Inicia- se com o processo de tratar e cuidar da pele, hidratação, laser, limpeza, bioestimulador de colágeno. Sempre pensando na naturalidade e saúde dessa pele. Nada de exageros ou alteração do perfil do paciente”, destaca a profissional, que também é proprietária da Clínica de Estética Cristiane Moura.

As peles mais claras, por exemplo, têm menos colágeno – um fator que deve ser considerado. Além disso, peles com melasma e ou rosácea também exigem cuidados específicos.

Mas, além dos procedimentos estéticos, Cris destaca a importância de cuidar do organismo de dentro para fora. Nesse contexto, a qualidade de vida é fundamental. Por isso, a biomédica recomenda:

  • Dormir o sono de repouso e descanso;
  • Beber muita água;
  • Garantir um bom funcionamento do intestino;
  • Manter uma alimentação rica em frutas, verduras, proteínas, legumes;
  • Praticar atividade física;
  • Evitar inflamar o organismo, especialmente consumindo doces, açúcares, farinhas, bebida alcoólica em excesso e sedentarismo.

Mulheres acima dos 40 anos têm procurado cada vez mais tratamentos para o antienvelhecimento e prevenção. No entanto, é importante realizar uma avaliação para entender qual a melhor proposta de tratamento e cuidados com a pele. Afinal, não existe um padrão, reforça Cris.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse