Connect with us

O que você está procurando?

Câncer

Câncer de pâncreas: saiba quais os primeiros sinais da doença

O câncer de pâncreas costuma ser silencioso e bastante agressivo. Por isso, é um dos tumores mais letais

Câncer de pâncreas: saiba quais os primeiros sinais da doença
Câncer de pâncreas: saiba quais os primeiros sinais da doença - Foto: Shutterstock

O músico Andy Rourke, baixista do The Smiths, morreu aos 59 anos após uma longa batalha contra o câncer de pâncreas. A doença tem uma das taxas de sobrevivência mais baixas do que qualquer outro tipo de câncer.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de pâncreas mais comum é do tipo adenocarcinoma (que se origina no tecido glandular), correspondendo a 90% dos casos diagnosticados. A maioria dos casos afeta o lado direito do órgão (a cabeça). As outras partes do pâncreas são corpo (centro) e cauda (lado esquerdo).

A doença tem difícil detecção e comportamento agressivo, o que leva ao diagnóstico tardio do tumor. Por isso, esta é uma neoplasia com alta taxa de mortalidade. No Brasil, é responsável por cerca de 1% de todos os tipos de câncer diagnosticados e por 5% do total de mortes causadas pela doença.

Fatores de risco

Em torno de 10% a 15% dos casos de câncer de pâncreas são decorrentes de fatores hereditários. O Ministério da Saúde aponta, por exemplo, o câncer de mama e de ovário hereditários associados aos genes BRCA1, BRCA2 e PALB2, a síndrome de Peutz-Jeghers e a síndrome de pancreatite hereditária.

Já dentre os fatores de risco não hereditários, temos:

  • Tabagismo;
  • Excesso de gordura corporal (sobrepeso e obesidade);
  • Diabetes mellitus;
  • Pancreatite crônica não hereditária.

Vale destacar que os fatores de risco não hereditários podem mudar, pois relacionam-se, em grande parte, ao estilo de vida. Por isso, exposição a solventes, tetracloroetileno, estireno, cloreto de vinila, epicloridrina, HPA e agrotóxicos apresentam associações com o câncer de pâncreas. 

Além disso, os agricultores, os trabalhadores de manutenção predial e da indústria de petróleo são os grupos de maior exposição a estas substâncias e apresentam risco aumentado de desenvolvimento da doença.

Sinais de alerta

A maior parte dos casos de câncer de pâncreas só apresentam sintomas em fases mais avançadas da doença. Segundo o Ministério da Saúde, os principais sinais de alerta são:

  • Icterícia (pele e mucosas amarelas);
  • Urina escura (cor de chá preto);
  • Cansaço, perda de apetite e de peso;
  • Dor em abdômen superior e costas.

Na maior parte das vezes esses sintomas não são causados por câncer, mas é importante que eles sejam investigados por um médico, principalmente se não melhorarem em poucos dias.

A detecção precoce pode ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais, endoscópicos ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (diagnóstico precoce), ou de pessoas sem sinais ou sintomas (rastreamento), mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença.

No geral, os sintomas do câncer de pâncreas incluem: fraqueza, perda de peso, falta de apetite, dor abdominal, urina escura, olhos e pele de cor amarela, náuseas e dores nas costas.

Advertisement

Você também vai gostar

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema

Beleza

A rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais feitas no Brasil, mas ainda é cercada de muitos mitos e tabus

Dor

Ortopedista aponta que a dor pode surgir no quadril sem percebermos, e irradiar para o joelho, causando bastante desconforto