Connect with us

O que você está procurando?

Câncer

Câncer de rim é muitas vezes silencioso e letal; saiba os sintomas

Autoridades de saúde alertam para as particularidades do câncer de rim, que costuma ser silencioso e altamente letal

Câncer de rim é muitas vezes silencioso e letal; saiba os sintomas
Câncer de rim é muitas vezes silencioso e letal; saiba os sintomas - Foto: Shutterstock

Durante o terceiro mês do ano, diversas campanhas alertam sobre os mais variados problemas de saúde. Uma delas é o Março Vermelho, mês de conscientização e combate ao câncer de rim. Muitas vezes a doença é silenciosa, e ocorre com mais frequência nos homens a partir dos 50 anos. Com o diagnóstico precoce, há uma alta chance de cura. Por isso, divulgar informações sobre o assunto é tão importante.

O câncer de rim se caracteriza pelo desenvolvimento desordenado e acelerado de células tumorais em um dos rins. Apesar de representar apenas 2 a 3% dos casos de câncer em adultos no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO), o índice de mortalidade é o mais preocupante. De acordo com as estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS), um a cada dois casos da doença resultam em óbito.

De acordo com o Instituto Vencer o Câncer, poucos tumores malignos apresentam velocidade de crescimento tão variável quanto os de rim. Por isso, é muito difícil prever a evolução da doença. Em alguns pacientes, o tumor se desenvolve de forma lenta durante anos. Em outros, o crescimento é rápido, evoluindo para metástase em poucos meses.

Fatores de risco

De acordo com a SBCO, os principais fatores de risco para o câncer de rim são:

  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Hipertensão arterial;
  • Grande exposição a produtos químicos clorados;
  • Existência de doenças renais, como insuficiência renal;
  • Tratamento prolongado de diálise.

Sintomas do câncer de rim

É importante reforçar que esta é uma doença muitas vezes silenciosa. Portanto, pode demorar bastante até surgirem os primeiros sintomas. Ainda assim, observar qualquer sinal de anormalidade pode prevenir a evolução de um quadro mais grave de saúde. Por isso, fique atento aos seguintes sintomas:

Como dissemos no início, o câncer de rim pode ser uma doença silenciosa, que tarda a manifestar sintomas. No entanto, observar os sinais de anormalidade que o corpo apresenta é a base para manter a saúde em dia. Por isso, aconselhamos a procurar ajuda médica caso perceba a recorrência de:

  • Presença de sangue na urina;
  • Dores na região lombar;
  • Emagrecimento;
  • Diminuição do apetite;
  • Cansaço;
  • Palidez;
  • Febre ocasional.

Segundo a SBCO, quando em estágio avançado, a pessoa com câncer de rim pode apresentar, ainda, sintomas geralmente associados a metástases, como:

  • Aumento do volume abdominal;
  • Inchaço das pernas;
  • Falta de ar e tosse;
  • Dores ósseas ou fraturas;
  • Dor de cabeça, tontura, visão dupla e perda da força muscular de um dos lados do corpo.

Diagnóstico

O diagnóstico precoce é imprescindível para aumentar as chances de sucesso no tratamento de qualquer tumor, e no câncer de rim isso não é diferente. Principalmente porque a doença demora a apresentar sinais, é importante manter uma rotina de acompanhamento médico, com a realização de exames periódicos.

Afinal, o diagnóstico, em geral, se dá justamente em exames de rotina, essencialmente os de imagem. Os principais exames de imagem para visualizar lesões renais são:

  • Ultrassonografia;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância nuclear magnética.

Na maioria das vezes, basta um ou dois desses exames para confirmar ou descartar a suspeita do câncer de rim e indicar a necessidade de cirurgia. Quando há presença de nódulos sólidos, é bem provável que se trate de tumor maligno. Nestes casos, raramente a biópsia é indicada antes da cirurgia.

A SBCO destaca ainda que manter uma rotina de exames regulares pode ser uma grande vantagem contra o câncer. Isso porque a taxa de sobrevida para pessoas com tumores pequenos e sem metástase é de 90%.

Tratamento do câncer de rim

Felizmente, o câncer de rim tem cura. Mas, assim como outros tipos de tumores malignos, a probabilidade dessa cura está intimamente ligada ao momento do diagnóstico. Quanto mais cedo a doença for detectada, maiores serão as chances de sucesso do tratamento. 

Além disso, o tratamento do câncer de rim pode variar de acordo com o caso e a fase em que o tumor é detectado. De maneira geral, a conduta para a doença inclui a cirurgia. A radioterapia e a imunoterapia também podem ser indicadas.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse