Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

Carnaval: como aproveitar ao máximo a folia sem prejudicar a saúde

Os dias de folia exigem mais da saúde por conta do calor, do consumo de álcool e diversos fatores. Saiba como cuidar da saúde no Carnaval

Carnaval: como aproveitar ao máximo a folia sem prejudicar a saúde
Carnaval: como aproveitar ao máximo a folia sem prejudicar a saúde - Foto: Shutterstock

Para boa parte da população brasileira, esta é a melhor época do ano. Basta ver como as ruas ficam lotadas e coloridas para entender a paixão do povo pelo Carnaval. Afinal, esta é uma das festas mais alegres e contagiantes do Brasil, que chega agora após mais de dois anos sem folia, em virtude das restrições da pandemia. Então, é claro que as pessoas estejam ansiosas para participar. 

No entanto, antes de sair de casa para aproveitar, é importante garantir que alguns cuidados básicos de saúde estão sendo tomados. Por isso, uma equipe de especialistas do Hospital Sírio-Libanês preparou um guia básico para os foliões se cuidarem durante este Carnaval. Confira:

Covid-19 e a aglomeração do Carnaval

Apesar de uma significativa redução dos casos de Covid-19, o vírus ainda circula entre nós. Por isso, caso não se sinta confortável, dê preferência a festas e blocos menores, em espaços abertos com pouca gente. Além disso, não descarte os cuidados sanitários, sendo opcional o uso de máscara e álcool gel. 

Os especialistas destacam que a vacinação tem sido fundamental para evitar casos graves e mortes em decorrência da Covid-19. Portanto, confira sua carteira de vacinação e cheque se as doses de reforço estão em dia para aproveitar a festa. Se apresentar sintomas, fique em casa.

Glitter e maquiagem

Carnaval sem glitter praticamente não existe. O brilho pode e deve ser usado, mas é importante ter alguns cuidados com os olhos. No Carnaval, a maquiagem é tradicionalmente usada como parte dos adereços e das fantasias, e o uso do brilho está sempre presente. Porém, a maquiagem na área dos olhos deve ser feita sempre com muito cuidado, devido a sensibilidade dos olhos e os riscos envolvidos. 

Isso porque o uso de materiais que não são específicos para área dos olhos ou que não são dermatologicamente testados, caso atinjam o olho ou a pele das pálpebras, podem provocar alergias, queimaduras químicas e outros tipos de lesões. “O glitter, ou a purpurina, por exemplo, podem cair nos olhos e provocar abrasão da córnea. Por isso, não se recomenda uso de colas comuns e de glitter próximo dos olhos ou nas pálpebras. Prefira o uso de sombras com brilho que são adequadas para esses locais”, explica a Dra. Daniela Gadia, oftalmologista do Hospital Sírio-Libanês em Brasília (DF).

Proteção solar e Carnaval combinam

Uma festa que acontece em pleno verão pede capricho na hora de se proteger do sol. Afinal, evitar a exposição aos raios UV e o uso de protetor solar são as principais formas de prevenir o câncer de pele. Então, se for para o bloco, utilize filtros solares com fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo, e reaplique ao longo do dia — inclusive produtos à prova d’água. 

Chapéus, bonés e óculos escuros ajudam a compor o look e preservam a saúde da pele. Na praia ou piscina, use barracas e guarda-sóis feitos de algodão ou lona, que absorvem cerca de 50% da radiação UV (ultravioleta). Além disso, vale destacar que os produtos feitos de nylon não são recomendados, pois 95% dos raios UV passam pelo material.

Alimentação e hidratação são fundamentais no Carnaval

Água e boas escolhas alimentares são fundamentais para combater exageros nos dias de folia. Portanto, hidrate-se com antecedência! Dê preferência à água e aos sucos naturais, consumindo de 2 a 3 litros diariamente. Evite ao máximo os refrigerantes, pois eles possuem baixíssimo poder de hidratação. Dê preferência a alimentos ricos em carboidratos (pão, macarrão, batata, frutas) para que tenha bastante energia na hora da festa, e não se esqueça de consumir verduras e legumes.

“A perda de água pela transpiração é muito intensa e, junto com ela, perdem-se muitos eletrólitos, como sódio, potássio, magnésio e cloro. Também intercale bebidas alcoólicas com muita água”, explica o gerente do Pronto Atendimento do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, Christian Morinaga. Alimente-se durante a festa, consumindo alimentos leves. Para facilitar, a dica é sempre levar consigo barrinhas de cereais e beber constantemente sucos de frutas. Isso ajuda também a repor a energia gasta durante a festa.

Ressaca e descanso

Para aqueles que costumam exagerar, o repouso é essencial para melhorar os sintomas de mal-estar. A ingestão de água e suco durante todo o dia vai refletir também no tempo da recuperação. Além disso, tomar muita água e suco de frutas, mesmo no momento de descanso, é fundamental para acelerar o processo de recuperação do corpo. 

É importante também consumir alimentos leves e ricos em carboidratos, com muitas frutas e verduras. Dê preferência às sopas e caldos, evitando, principalmente, alimentos muito gordurosos. “Não existe tratamento específico para a ressaca, o importante é o repouso, tentar manter uma boa hidratação, evitar o jejum e utilizar analgésicos simples em caso de dor de cabeça ou dor”, finaliza Morinaga.

Fonte: Hospital Sírio-Libanês.

Advertisement

Você também vai gostar

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema

Beleza

A rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais feitas no Brasil, mas ainda é cercada de muitos mitos e tabus

Dor

Ortopedista aponta que a dor pode surgir no quadril sem percebermos, e irradiar para o joelho, causando bastante desconforto