Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

CBD: substância extraída da maconha é benéfica para atletas

O canabidiol (CBD) proporciona ganhos físicos e mentais para atletas de alto rendimento. Ao contrário do THC, substância não é psicoativa

Copa do Mundo de 2022 será a primeira com CBD fora da lista de doping
Copa do Mundo de 2022 será a primeira com CBD fora da lista de doping - Foto: Shutterstock

O CBD, ou canabidiol, é uma das substâncias extraídas da maconha. Diferente do THC, ele não tem efeito narcótico – isto é, não causa alterações nas funções cerebrais. Além disso, o ativo pode proporcionar diversos benefícios para os atletas.

Uma revisão de 2020 publicada na Sports Medicine analisou estudos pré-clínicos em animais e ensaios clínicos de CBD em populações de não atletas. Os autores descobriram que a substância pode promover efeitos fisiológicos, bioquímicos e psicológicos potencialmente benéficos para os atletas.

Uma das principais conclusões da revisão é que o CBD pode ajudar a aliviar a dor inflamatória associada a danos nos tecidos e dor neuropática causada por danos ou irritação dos nervos. Isso pode sinalizar uma vantagem importante para atletas de resistência: exercícios repetitivos de longa distância podem provocar inflamação e irritação nos nervos periféricos.

Proteção contra danos gastrointestinais

O estudo também descobriu que o canabidiol pode proteger contra danos gastrointestinais. Os atletas que regularmente se engajam em atividades extenuantes podem reduzir o fornecimento de oxigênio e nutrientes ao trato gastrointestinal (GI).

O estresse GI pode influenciar negativamente o desempenho do exercício e a recuperação devido a náuseas, vômitos e absorção nutricional prejudicada. Além disso, a pesquisa pré-clínica mostrou que o CBD pode reduzir os danos aos tecidos e restaurar a permeabilidade do intestino.

CBD e saúde óssea

Os autores forneceram evidências adicionais de que a substância extraída da maconha pode auxiliar na deposição de ossos saudáveis e ajudar a curar fraturas. Esse benefício é essencial para os atletas, pois lesões traumáticas e a disponibilidade inadequada de energia podem comprometer a saúde dos ossos.

Ansiedade do desempenho esportivo

O CBD também pode ajudar os atletas a controlar a ansiedade do desempenho esportivo, de acordo com os estudos da Sports Medicine. A ansiedade antes de uma competição pode causar perda de sono, aumentar o gasto de energia e prejudicar a ingestão nutricional.

De acordo com os autores da revisão, estudos em indivíduos não-atletas indicaram que o ativo pode aliviar a ansiedade em situações estressantes. Ele pode ser ainda mais eficaz quando associado a intervenções psicológicas, como terapias cognitivo-comportamentais.

CBD pode proteger cérebro de lesões

Outro estudo de 2020, publicado na Pharmacological Research, também pesou a validade e a aplicabilidade da pesquisa existente de CBD para atletas. Esses autores chegaram a conclusões semelhantes, mas com uma ênfase ligeiramente diferente.

As propriedades neuroprotetoras da substância têm potencial de neutralizar os danos que podem ocorrer após uma concussão relacionada a esportes. Essas concussões são consideradas uma variação de lesão cerebral traumática leve e podem levar a complicações prejudiciais de longo prazo, como danos neuronais.

Os autores do estudo enfatizam uma pesquisa recente em um animal demonstrando que o óleo CBD pode ajudar a tratar a dor, agressão e depressão associadas a lesão cerebral traumática leve. O óleo também ajudou a neutralizar o dano neuronal no córtex pré-frontal do cérebro, além de inibir o estresse oxidativo.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse