Connect with us

O que você está procurando?

Fitness

Conheça 5 prejuízos do refrigerante para os seus treinos

Se você treina e ainda consome refrigerante regularmente, veja os prejuízos que a bebida está causando ao seu organismo

Conheça 5 prejuízos do refrigerante para os seus treinos
Conheça 5 prejuízos do refrigerante para os seus treinos - Foto: Shutterstock

Não é nenhuma novidade que consumir refrigerante não traz qualquer benefício à saúde. Ao contrário: sem valor nutricional, a bebida contém uma série de substâncias químicas e, se for ingerida em excesso, pode tornar-se cancerígena. Além disso, para quem treina – não importa se você é atleta amador ou profissional – ela atrapalha o desempenho e também os resultados.

A nutricionista Juliana Vieira, da unidade de Cardiologia do Exercício do Hospital Sírio-Libanês, aponta os cinco principais prejuízos do refrigerante para esportistas. Confira:

1 – Causa alterações na composição corporal

“Os refrigerantes são tradicionalmente ricos em açúcar, ou seja, também ricos em calorias. Esportistas tendem a achar que pelo aumento do gasto energético podem consumir qualquer alimento, mesmo os mais açucarados. Sem a estratégia alimentar e o balanço calórico adequado, o consumo regular pode contribuir para o ganho de peso indesejado, afetar a composição corporal e, assim, o desempenho esportivo”, pontua.

2 – Atrapalha a hidratação

Os refrigerantes de sabor cola contém cafeína, que exerce o efeito diurético e agrava os processos de desidratação. “Para esportistas, a quantidade de cafeína deve ser planejada. Além disso, a hidratação adequada é fundamental para o desempenho e recuperação”, alerta Juliana.

3 – Afeta a saúde óssea

O ácido fosfórico é mais um aditivo químico presente no refrigerante. “Ele pode interferir na absorção e utilização do cálcio pelos ossos, o que prejudica sua formação. Esportistas estão em constante construção e reparos osteomusculares devido ao treinamento e ao impacto do exercício. Consumir produtos que podem atrapalhar esses processos pode também interferir na recuperação”, orienta a nutricionista.

4 – Enfraquece a imunidade

Quem consome mais refrigerante tem geralmente o hábito de consumir menos as bebidas com densidade nutricional adequada por realizar substituições.  Por isso, após uma sessão de treino, quem tem o hábito de consumir refrigerante pode preferir consumi-lo em vez de água ou suco natural, por exemplo.

“Isso faz com que se consuma menor quantidade de vitaminas e minerais, como magnésio e cálcio. Porém, atingir as quantidades totais de micronutrientes é fundamental para fortalecer e restabelecer a imunidade”, adverte a especialista.

5 – Gera problemas aos processos digestivos

“Os refrigerantes além de gaseificados, geralmente, apresentam grandes níveis de açúcares, edulcorantes, conservantes e corantes. Essa composição pode interferir em secreções hormonais e enzimáticas do trato gastrointestinal, o que predispõe a chance de sintomas indesejados, como eructações, flatulência (gases), sensação de estufamento, inchaço e até dores abdominais”, explica Juliana.

Segundo ela, além de piorar a qualidade de vida e prejudicar a absorção dos nutrientes, esses sintomas podem fazer com que o esportista precise interromper uma sessão de treinamento por desconforto.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Frequentemente confundida com a intolerância ao glúten, a doença celíaca é uma condição autoimune que exige uma série de restrições alimentares

Alimentação

Baixa produção de colágeno interfere na saúde das articulações. Entenda qual o impacto do açúcar nesses casos

Doenças

Rio Grande do Sul registrou ao menos 17 mortes por leptospirose após enchente histórica atingir o estado. Veja os sintomas da condição

Notícias

Chegar “lá” traz benefícios para todo o organismo, o que pode ser estimulado nesse Dia dos Namorados. Veja os impactos do orgasmo na nossa...