Connect with us

O que você está procurando?

Alimentação

Saúde do coração: nutricionista lista 5 alimentos para incluir na dieta

Uma alimentação saudável e equilibrada é capaz de fortalecer o músculo do coração e prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares

Saúde do coração: nutricionista lista 5 alimentos para incluir na dieta
Saúde do coração: nutricionista lista 5 alimentos para incluir na dieta - Foto: Shutterstock

As doenças cardiovasculares representam a principal causa de morte no Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 300 mil indivíduos por ano sofrem Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) – 30% desses casos vão a óbito. Estima-se que até 2040 haverá aumento de até 250% desses eventos no país. Esses dados mostram a importância de pensar estratégias para preservar a saúde do coração.

Nesse contexto, uma dieta saudável desempenha um papel fundamental. “Uma alimentação balanceada desempenha um papel crucial na proteção e preservação da saúde cardíaca. A escolha inteligente de alimentos pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares e fortalecer o músculo do coração”, destaca a nutricionista Arethuza Sass Ribeiro.

5 alimentos para a saúde do coração

A profissional preparou uma lista com 5 tipos de alimentos fundamentais para promover uma boa saúde cardíaca. Confira:

1. Peixes ricos em Ômega-3: Salmão, atum, truta e sardinha são exemplos de peixes que oferecem quantidades significativas de Ômega-3, um ácido graxo essencial. Estudos científicos têm comprovado que o Ômega-3 possui propriedades anti-inflamatórias e pode reduzir o risco de arritmias cardíacas, diminuir a pressão arterial e, além disso, ajudar a controlar os níveis de colesterol.

2. Azeite de oliva: Amplamente conhecido pela sua associação à dieta mediterrânea, o azeite de oliva é uma fonte de gorduras monoinsaturadas saudáveis. Estas gorduras são benéficas para o coração, pois ajudam a reduzir os níveis de colesterol LDL (conhecido como “colesterol ruim”) e aumentar os níveis de colesterol HDL (conhecido como “colesterol bom”).

3. Frutas vermelhas: Morangos, framboesas, amoras e mirtilos são carregados de antioxidantes e flavonoides, que têm sido associados à redução do risco de doenças cardiovasculares. Isso porque essas frutas são ricas em fibras solúveis, que ajudam a controlar os níveis de colesterol.

4. Vegetais folhosos verdes: Espinafre, couve, rúcula e acelga são exemplos de vegetais que estão repletos de vitaminas, minerais e antioxidantes que beneficiam a saúde do coração. Esses alimentos são fontes de potássio, que auxiliam no controle da pressão arterial, e são pobres em calorias, o que os torna ainda mais atraentes para uma dieta de baixo teor calórico.

5. Nozes e sementes: Nozes, amêndoas, castanhas e sementes de chia e linhaça são fontes de gorduras saudáveis, fibras, proteínas e antioxidantes. Esses alimentos podem ajudar a diminuir a inflamação e melhorar a saúde cardíaca. No entanto, é importante consumi-los com moderação, pois são ricos em calorias.

Outros cuidados com a alimentação

Além desses alimentos fundamentais, é essencial ter uma abordagem geral em relação à alimentação, destaca Arethuza. “Reduzir o consumo de alimentos processados, ricos em sódio e açúcares adicionados, limitar o consumo de gorduras saturadas e trans e controlar o tamanho das porções também são medidas importantes para a saúde do coração”, afirma.

A profissional ressalta ainda que cada pessoa possui necessidades nutricionais individuais. “Portanto, quem possui uma condição cardiovascular pré-existente ou outras condições de saúde deve buscar orientação individualizada de um profissional de saúde, como um nutricionista, para um plano alimentar adequado às suas necessidades específicas”, diz.

Por fim, aderir a uma alimentação saudável, baseada em alimentos que promovam a saúde do coração, pode ser um dos melhores investimentos para reduzir o risco de doenças cardiovasculares. “A nutrição desempenha um papel vital na manutenção de uma vida saudável e prevenir complicações futuras”, finaliza a profissional.

Advertisement

Você também vai gostar

Doenças

Também conhecida como hipertensão, a pressão alta atinge 32,5% da população adulta brasileira, o que representa 36 milhões de pessoas. Além disso, mais de...

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar