Connect with us

O que você está procurando?

Saúde Mental

Felicidade e saúde: entenda porquê o pessimismo está te adoecendo

Psicanalista detalha o impacto da felicidade na saúde e mostra que o pensamento positivo pode afastar doenças e outros transtornos

Felicidade e saúde: entenda porquê o pessimismo está te adoecendo
Felicidade e saúde: entenda porquê o pessimismo está te adoecendo - Foto: Shutterstock

Desde 2013 o mundo todo celebra o Dia Internacional da Felicidade (20/3). A data foi criada ONU (Organização das Nações Unidas) e foi inspirada pelo Reino do Butão, localizado entre a China e a Índia. O país promove o conceito de Índice da Felicidade para medir o bem-estar socioeconômico e o PIB (Produto Interno Bruto).

Além disso, a ONU financia anualmente o Relatório Mundial da Felicidade, com indicativos de vários países pelo globo. Entre os aspectos da avaliação estão a relação PIB per capita, a expectativa de vida no nascimento, a existência de uma rede social de apoio diante de adversidades, a confiança no governo e nas organizações, a liberdade para fazer escolhas, a generosidade e, claro, a avaliação subjetiva da própria felicidade. A edição de 2022 apontou a Finlândia como o país mais feliz do mundo. Já o Brasil apareceu na 39ª colocação.

Afinal, o que é felicidade?

A felicidade, do ponto de vista da psicologia, é um estado de espírito do indivíduo que se constitui por elementos básicos, explica a psicanalista Dra. Andrea Ladislau. São eles: a orientação para pensamentos positivos, a elevação do ânimo e do otimismo e, além disso, a compreensão consciente de que para que tudo aconteça é necessário o autoconhecimento, autocuidado para trazer ao indivíduo equilíbrio mental e qualidade de vida.

O pensamento positivo é um santo remédio

Quando sentimos prazer e felicidade há aspectos emocionais envolvidos que afetam diretamente a nossa saúde física e mental, destaca a especialista. “Nossa saúde também pode ser afetada pelo poder do pensamento positivo, pois nosso sistema imunológico será fortalecido, diminuindo os riscos de doenças e também possibilitando o prolongamento da vida”, esclarece.

Segundo Andrea, o pensamento positivo tem um grande impacto em todo o nosso corpo. “Ele auxilia em doenças do âmbito mental e emocional, como a depressão, a solidão e estresse, amenizando sintomas e reabilitando o organismo. Comprovadamente, até uma diabetes pode ter seu fator crítico reduzido pelas mentalizações positivas. Cientificamente, o pensamento positivo vai auxiliar no tratamento e, em alguns casos, até na cura destes”, destaca. 

No entanto, o contrário também acontece. “O espírito pessimista além de atrair mais desconforto físico, emocional e mental, abala o sistema imunológico e pode agravar doenças e sintomas diversos”, alerta a psicanalista.

A felicidade sentida de dentro

Vale destacar que a felicidade está diretamente associada com a produção e liberação dos famosos hormônios do bem. São eles que irão manifestar no ser humano a sensação de bem-estar, além de promover o equilíbrio da saúde, explica a profissional. Andrea detalha a ação de cada um desses hormônios:

  • Serotonina: atua no corpo ajudando a regular sono, o humor, o apetite, o ritmo cardíaco e as emoções, ou seja, é um regulador dos excessos; 
  • Endorfina: atua como um analgésico natural no organismo e sua liberação controla a resposta do nosso corpo ao estresse, às dores e também às emoções negativas; 
  • Dopamina: promove a sensação de prazer, melhora o humor, ou seja, também regula nossas emoções. Além disso, faz com que a positividade e a alegria tomem conta de nossos dias, facilitando o olhar para os desafios; 
  • Ocitocina: produzida pelo organismo quando ele se sente relaxado e seguro, também chamada de “hormônio do amor”. 

Com esse combo, teremos a redução dos estados de ansiedade, pessimismo e depressão, destaca Andrea. Mas como alcançar o sentimento de felicidade e proporcionar esses efeitos ao organismo?

O truque é encarar cada dia com positividade

De acordo com a psicanalista, o ser humano tende a focar muito nas derrotas e nas quedas, e pouco comemora suas vitórias. Por isso, é importante trabalhar o pensamento positivo e a busca por momentos de felicidade diariamente. “Não podemos nos deixar contaminar pelas ameaças pessimistas que nos rodeiam a cada segundo”, declara. 

Andrea destaca que a negatividade não pode afetar nossas emoções. “Se olharmos com um olhar mais atento, focado e livre de pessimismo, conseguiremos ver que, até nas coisas desagradáveis podemos encontrar pontos positivos, possibilidades de melhorias e positividade”, afirma. 

Esse exercício deve ser contínuo, com foco em propósitos e na construção de redes na própria mente que poderão fortalecer a importância de se trabalhar com a informação positiva, eliminando atitudes limitantes. Segundo a profissional, é possível viver melhor e com mais harmonia, usufruindo de um equilíbrio interior mais adequado e preciso. 

“O pensamento positivo fará essa ponte auxiliando para que esse trabalho mental e de autoconhecimento atinja sua eficácia e que, realmente, contribua de forma a trazer leveza e estabilidade emocional para o indivíduo. Portanto, devemos nos reconciliar com nosso ‘eu’ para nos sentirmos merecedores de algo melhor. Somente assim nosso ‘eu’ futuro se consolidará como alguém mais forte, mais criativo e mais amável consigo mesmo. Afinal, pensar positivo torna a vida e a saúde muito melhor e nossos dias muito mais felizes”, destaca.

Claro que não seremos felizes ou não nos sentiremos felizes a todo momento, ressalta a profissional. Afinal, a vida é cheia de desafios e muitas são as questões que podem tirar o brilho dos olhos. “No entanto, estar ou ser feliz depende muito mais de como o ser humano se enxerga, se entende, se preserva e se cuida. Valorizando e estimulando seu amor próprio, sua capacidade resiliente, sua empatia e sua autoestima. E, além disso, respeitando sempre seus próprios limites e sua individualidade”, conclui Andrea.

Advertisement

Você também vai gostar

Emagrecer

Quem está se propondo a perder peso muitas vezes recupera o antigo número na balança. Conheça algumas dicas para emagrecer de forma definitiva

Doenças

Médica aponta que 50% das pacientes com lipedema também apresentam varizes. Veja como iniciar o tratamento das condições

Doenças

Também conhecida como hipertensão, a pressão alta atinge 32,5% da população adulta brasileira, o que representa 36 milhões de pessoas. Além disso, mais de...

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa