Connect with us

O que você está procurando?

Doenças

Fevereiro Roxo e Laranja: campanha combate 4 doenças graves

Lúpus, Alzheimer, Fibromialgia e Leucemia são foco da campanha Fevereiro Roxo e Laranja, que busca promover conscientização sobre essas doenças

Fevereiro Roxo e Laranja: campanha combate 4 doenças graves
Fevereiro Roxo e Laranja: campanha combate 4 doenças graves - Foto: Shutterstock

Todos os meses do ano têm uma cor para chamar de sua. Isso porque intenção é promover a conscientização da população sobre doenças que afetam a saúde público. No caso da campanha Fevereiro Roxo e Laranja, quatro doenças entram em foco: lúpus, alzheimer, fibromialgia e leucemia. Aliás, todas essas são condições graves que merecem a devida atenção.

A cor roxa conscientiza sobre Lúpus, Alzheimer e Fibromialgia. Já a cor laranja alerta sobre a Leucemia. O Ministério da Saúde destaca que essas são condições que a população não tem muito conhecimento sobre os sintomas e consequências no cotidiano do indivíduo, pois algumas delas não possuem cura e sim um tratamento qualificado e prolongado.

Saiba mais sobre cada uma das doenças do Fevereiro Roxo e Laranja a seguir:

Lúpus

O Lúpus é um distúrbio crônico que faz com que o organismo produza mais anticorpos que o necessário para manter o organismo em pleno funcionamento. No entanto, os anticorpos em excesso passam a atacar o organismo, causando inflamações nos rins, pulmões, pele e articulações. 

Segundo o Ministério da Saúde, o Lúpus Sistêmico (Les) é a forma mais séria da doença e também a mais comum, pois afeta aproximadamente 70% dos pacientes com Lúpus. Ele afeta principalmente mulheres, sendo 9 em 10 pacientes com o risco mais elevado durante a idade fértil.

Ainda segundo a pasta, os principais sintomas do Lúpus são:

  • Lesões na pele;
  • Dor e inchaço, principalmente nas articulações das mãos;
  • Inflamação nas membranas que recobrem o pulmão e coração;
  • Inflamação no rim;
  • Alterações no sangue;
  • Inflamações de pequenos vasos (vasculites) podem causar lesões avermelhadas e dolorosas em palma de mãos, planta de pés, no céu da boca ou em membros;
  • Queixas de febre sem ter infecção;
  • Emagrecimento;
  • Fraqueza são comuns quando a doença está ativa;
  • Manifestações nos olhos;
  • Aumento do fígado, baço e gânglios.

Além dissso, em casos menos frequentes pode ocorrer ainda inflamações no cérebro. Esse sintoma, aliás, causa convulsões, alterações do comportamento (psicose) ou do nível de consciência e até queixas sugestivas de comprometimento de nervos periféricos.

Alzheimer

O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social. Com o passar do tempo, a condição também interfere no comportamento e personalidade da pessoa, causando consequências como a perda de memória. 

O Alzheimer é a causa mais comum de demência no mundo. No Brasil, existem cerca de 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos de idade. Seis por cento delas têm a doença de Alzheimer, segundo dados da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz).

Conforme o Ministério da Saúde, os sintomas do Alzheimer incluem:

  • Falta de memória para acontecimentos recentes;
  • Repetição da mesma pergunta várias vezes;
  • Dificuldade para acompanhar conversações ou pensamentos complexos;
  • Incapacidade de elaborar estratégias para resolver problemas;
  • Dificuldade para dirigir automóvel e encontrar caminhos conhecidos;
  • Dificuldade para encontrar palavras que exprimam idéias ou sentimentos pessoais;
  • Irritabilidade, desconfiança sem justificativa, agressividade, passividade, interpretações erradas de estímulos visuais ou auditivos, e, além disso, tendência ao isolamento.

Fibromialgia

Já a Fibromialgia é uma síndrome crônica que ataca especificamente as articulações. A doença pode aparecer depois de eventos graves como um trauma físico, psicológico ou mesmo uma infecção. No entanto, ainda não se sabe o motivo pelo qual pessoas desenvolvem a doença. No Brasil, a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) calcula que a fibromialgia afeta cerca de 3% da população. De cada 10 pacientes com fibromialgia, sete a nove são mulheres.

Conforme o Ministério da Saúde, os sintomas da Fibromialgia são:

  • Dores por todo o corpo, principalmente nos músculos e tendões;
  • Cansaço excessivo;
  • Alterações no sono;
  • Ansiedade;
  • Depressão.

Leucemia

O Ministério da Saúde define a Leucemia como uma doença maligna dos glóbulos brancos, geralmente, de origem desconhecida. Esse é um dos tipos de câncer mais perigosos que tem. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que em 2019 a leucemia teve mais de 10 mil novos casos.

Os sintomas da Leucemia incluem:

  • Anemia;
  • Palidez;
  • Sonolência;
  • Fadiga;
  • Palpitação;
  • Manchas roxas na pele ou pontos vermelhos.

Além disso, o paciente pode apresentar ânglios linfáticos inchados, perda de peso, febre e dores nas articulações e nos ossos. 

Fonte: Ministério da Saúde.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

Colocado através de cirurgia, o implante coclear é indicado para pacientes com perda auditiva severa à profunda

Notícias

Compressões na coluna vertebral podem pode afetar a funcionalidade dos nervos, levando a sensação de formigamento nas mãos e nos dedos

Doenças

A sarcopenia diminui a massa muscular, a força e, com isso, a qualidade de vida de pessoas idosas - especialmente as sedentárias

Doenças

Casos de AVC e infarto aumentam entre 20% e 30% respectivamente durante o clima frio. Veja como se proteger no inverno