Connect with us

O que você está procurando?

Saúde Mental

Janeiro Branco: 5 dicas para cuidar da saúde mental

Psicólogo criador da campanha Janeiro Branco ensina cinco maneiras de manter a saúde mental em equilíbrio e harmonia

Janeiro Branco: 5 dicas para cuidar da saúde mental
Janeiro Branco: 5 dicas para cuidar da saúde mental - Foto: Shutterstock

Janeiro é o mês em que estamos mais reflexivos sobre como melhorar nosso bem-estar e saúde como um todo. Por isso, é a oportunidade perfeita para repensar a nossa saúde mental, desacelerar e passar a dar importância para o que nos faz bem.

Essa é a principal razão para a campanha Janeiro Branco acontecer logo no início do ano. Com o tema “A vida pede equilíbrio”, em 2023 os especialistas em saúde mental chamam atenção para a importância da sociedade e dos governantes criarem uma cultura de cuidado com a mente. 

É o que defende o idealizador do movimento, o psicólogo e palestrante Leonardo Abrahão. Segundo o especialista, muitos sofrimentos humanos, com ou sem transtornos mentais, poderiam ser prevenidos ou melhor conduzidos se as pessoas aprendessem estratégias verdadeiramente simples para cuidar da saúde mental.

5 truques para viver em harmonia com sua saúde mental

Por isso, o psicólogo separou cinco dicas para quem deseja começar o ano cuidando de seu emocional:

1 – Tenha Hobbies

Para Leonardo é importante ter hobbies como práticas terapêuticas. Por exemplo, se você gosta de caminhar, caminhe. Se gosta de nadar, procure fazer uma aula de natação. Pode ser também um curso de alguma atividade prazerosa. “O importante é fazer uma atividade que faça você ter um momento de paz consigo mesmo”, afirma. 

2 – Busque uma vida equilibrada

“Procure ter uma vida equilibrada com exercícios, tempo certo para relaxar e ter um lazer de qualidade. Faça atividades que causem bem-estar e felicidade, assim como sentimento de pertencimento a um projeto próprio ou que seja saudável para a mente”, recomenda o psicólogo..

3 – Evite situações e relações tóxicas

Ele destaca que vivenciar situações de estresse diariamente ou relações tóxicas nos relacionamentos e no trabalho pode causar adoecimento psíquico e problemas de saúde mental. Portanto, evite! 

4 – Se preciso, busque ajuda 

Aceitar que as coisas não vão bem e que precisamos de ajuda é um ato de coragem. Por isso, esqueça tabus, preconceitos ou ideias erradas sobre fraquezas e fortalezas humanas.

“A maior demonstração de força é saber que, às vezes, precisamos de ajuda profissional, seja de um psicólogo ou psiquiatra”, afirma Leonardo.

5 – Tenha uma rede de apoio

O profissional lembra que nós somos seres sociais e por isso quando não temos vínculos sociais e amizades, a tendência é o adoecimento emocional. Amizades saudáveis trazem identificação, empatia, alegria e qualidade de vida e são uma forma de proteção para a tristeza, a solidão e o abandono.  E o mais importante: a amizade é mais um fator de proteção psicossocial contra o adoecimento emocional e contra o suicídio. “Invista em suas amizades em qualquer momento da sua vida”, finaliza.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

Colocado através de cirurgia, o implante coclear é indicado para pacientes com perda auditiva severa à profunda

Notícias

Compressões na coluna vertebral podem pode afetar a funcionalidade dos nervos, levando a sensação de formigamento nas mãos e nos dedos

Doenças

A sarcopenia diminui a massa muscular, a força e, com isso, a qualidade de vida de pessoas idosas - especialmente as sedentárias

Doenças

Casos de AVC e infarto aumentam entre 20% e 30% respectivamente durante o clima frio. Veja como se proteger no inverno