Connect with us

O que você está procurando?

Doenças

Lipedema causa dores nos joelhos e quadril; veja como tratar

O acúmulo de gordura inflamatória característico do lipedema acaba sobrecarregando articulações como os joelhos e o quadril

Lipedema causa dores nos joelhos e quadril; veja como tratar
Lipedema causa dores nos joelhos e quadril; veja como tratar - Foto: Shutterstock

O lipedema é uma condição crônica que causa uma distribuição desproporcional de gordura nas extremidades do corpo, principalmente nos membros inferiores. A doença atinge principalmente as mulheres, e é frequentemente confundida com a obesidade ou excesso de peso por conta dos edemas que causa. Aliás, esses edemas comumente causam dores no quadril e nos joelhos.

Impacto do lipedema nos joelhos e no quadril

O Dr. Isaias Chaves, médico ortopedista especialista em joelho e quadril, explica que o acúmulo de gordura leva à inflamação e desregulação das fibras nervosas sensoriais. Por conta da distribuição de gordura no corpo, os joelhos e o quadril acabam sendo grandes focos das dores.

“O depósito gorduroso próximo aos joelhos e quadris podem proporcionar também alterações no padrão de caminhada do paciente, favorecendo ao surgimento de processo inflamatório nas articulações (Artrite)”, adverte o médico.

Como tratar a condição

O ortopedista explica que, de modo geral, o tratamento do lipedema tem inicialmente uma abordagem multidisciplinar. A fisioterapia surge, então, como uma ação importante no controle da dor.

“Devem se realizar terapias manuais, manipulação local, compressão apropriada com roupas e terapia com exercícios direcionados ao quadril e joelhos. Além disso, drenagem linfática manual regular em alguns casos”, explica o médico.

 Já para tratar o lipedema, especificamente falando, o especialista recomenda:

  • Drenagem linfática manual;
  • Terapia de compressão apropriada com roupas feitas sob medida (classes de compressão II-III);
  • Fisioterapia e terapia por exercícios;
  • Terapia psicossocial;
  • Aconselhamento dietético e controle de peso;
  • Educação do paciente sobre autogestão.

Nos casos em que o tratamento conservador (descrito acima) não surte resultado, é necessário intervenções cirúrgicas para retirar a gordura que está inflamando o organismo. “Nessa hora, é importante consultar o cirurgião plástico e avaliar a melhor forma de abordagem”, diz o profissional.

Bastante atenção com o problema

O Dr. Isaias revela que 10% das mulheres devem ter lipedema em algum momento da vida – isto é, uma em cada dez pacientes. “Mesmo tendo essa alta incidência ela é uma doença subdiagnosticada. Isso porque é comum pacientes portadores de lipedema terem sua causa de dor atribuída a tendinites ou lesões meniscais dos joelhos e, por fim, não terem seu tratamento realizado adequadamente”, salienta o médico.

Além disso, pacientes obesos portadores de lipedema mesmo quando emagrecem (pós cirurgia bariátrica, por exemplo), podem continuar apresentando um acúmulo de gordura inflamatória. Portanto, perder peso não é garantia de melhora do quadro. “Se você tem um diagnóstico do quadril e joelho e sua dor não melhora, procure um especialista nestas articulações para uma avaliação adequada”, destaca o ortopedista.

Advertisement

Você também vai gostar

Fitness

Se você treina e ainda consome refrigerante regularmente, veja os prejuízos que a bebida está causando ao seu organismo

Saúde Bucal

Mesmo com dentes de leite, as crianças com bruxismo devem passar pelo tratamento, uma vez que a condição pode causar problemas mais graves

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema