Connect with us

O que você está procurando?

Saúde da Mulher

Menstruação: fluxo intenso é normal? Ginecologista esclarece

Especialista aponta que utilizar mais do que 16 absorventes durante a menstruação pode apontar alguma irregularidade no corpo

Menstruação: fluxo intenso é normal? Ginecologista esclarece
Menstruação: fluxo intenso é normal? Ginecologista esclarece - Foto: Shutterstock

A menstruação pode ser uma experiência completamente diferente para cada mulher. Há aquelas, por exemplo, que têm pouco controle sobre o próprio ciclo, muitas vezes porque menstruam muito pouco. Por outro lado, há também aquelas que temem a chegada do período menstrual, geralmente por conta de um fluxo intenso.

De acordo com um estudo apresentado pela empresa química e farmacêutica Bayer à Agência Nacional de Saúde, uma em cada 10 mulheres sofrem de Sangramento Uterino Anormal (SUA), o que causa o fluxo intenso durante a menstruação. Além disso, a pesquisa também indicou que 59% delas não sabem que sofrem com a condição.

Para perceber qualquer anormalidade, é preciso estar atenta ao ritmo da menstruação. A mulher que necessita de mais de 16 absorventes por ciclo, por exemplo, certamente sofre algum tipo de desregulação em seu corpo.

Causas do fluxo intenso

A ginecologista Dra. Viviane Monteiro aconselha que mulheres que têm experiências de um fluxo menstrual excessivamente intenso e longo devem procurar ginecologista o mais rápido possível, pois pode se tratar de menometrorragia ou menorragia, uma condição que afeta negativamente a qualidade de vida e saúde delas. 

“Muitas consequências e complicações podem surgir de um fluxo menstrual muito intenso e longo, como a anemia, por perda de nutrientes com o sangramento em excesso, desconforto e dor, além de poder ser um alerta para complicações futuras como miomas uterinos, pólipos, distúrbios de coagulação ou problemas hormonais”, alerta.

Como tratar o Sangramento Uterino Anormal (SUA)?

O único tratamento disponível para SUA no Sistema de Saúde Suplementar é invasivo. Trata-se da histerectomia, que consiste na retirada do útero, podendo atingir ovários e trompas, dependendo da gravidade.

Especialistas de saúde apontam que a escolha do contraceptivo pode ajudar muito e o implante do Dispositivo Intra-Uterino (DIU) hormonal para auxiliar no combate ao sangramento excessivo. 

“O Dispositivo Intrauterino (DIU) é uma opção de tratamento que pode ser eficaz para ajudar a controlar o sangramento excessivo da menstruação, além de não ser tão invasivo como uma cirurgia. O DIU pode reduzir o fluxo em até 98%. Os hormônios presentes no DIU atuam diretamente no útero, afinando o revestimento, que diminui o fluxo e também as cólicas.”, destaca Viviane Monteiro.

A menstruação também pode acabar afetando a rotina… O vídeo contém algumas dicas para driblar os sintomas durante o período:

Advertisement

Você também vai gostar

Beleza

Celebridades como Jennifer Aniston, Kim Kardashian e Tatá Werneck já fizeram o tratamento facial com esperma de salmão

Medicamentos

Seja para tratar doenças ginecológicas ou combater os efeitos da menopausa, conheça as funções do implante hormonal

Dor

Sensação de pressão, chiado e dor de cabeça são sintomas que geralmente acompanham a dor de ouvido. A condição causa incômodo intenso, o que...

Alimentação

Ricas em vitaminas e proteínas, as sementes de cânhamo são consideradas um superalimento graças aos impactos positivos no organismo