Connect with us

O que você está procurando?

Beleza

Olheira: veja o que causa as manchas e como se livrar delas

Especialista explica o que causa cada tipo de olheira e revela como corrigir cada um deles, seja com hábitos saudáveis ou com procedimentos estéticos

Olheira: veja o que causa as manchas e como se livrar delas
Olheira: veja o que causa as manchas e como se livrar delas - Foto: Shutterstock

A olheira é o escurecimento da pele da parte inferior dos olhos, geralmente pelo excesso de melanina ou pela alta concentração de vasos sanguíneos. Nessa região, a pele é mais fina e, por isso, facilmente surgem as manchas, que proporcionam um aspecto cansado ao rosto. 

Na maioria dos casos, a olheira é uma herança genética, mas ela também pode estar associada a outros fatores, explica a Bianca Pinheiro, especialista em Harmonização Orofacial (HOF) da Face Doctor Vila Mariana, em São Paulo. Ela explica os diferentes tipos de olheiras. Confira:

Olheira profunda ou estrutural

Esse tipo de olheira é formado por uma área profunda logo abaixo dos olhos. Ela se dá devido à características genéticas. Por isso muitas pessoas sofrem com sua intensidade ainda na juventude, explica Bianca.

“Pelo fato de se caracterizar pelo déficit de volume, a primeira opção de tratamento é através do preenchimento com ácido hialurônico. Com ele, é possível devolver o volume para a região, minimizando, assim, a depressão e a sombra existente no local”, afirma a especialista.

Olheira pigmentada

Esse tipo de olheira se caracteriza por manchas marrom acastanhadas abaixo dos olhos, que algumas vezes podem acometer as pálpebras superiores. Elas também têm ligação com as características genéticas, principalmente a etnia.

“Para esse tipo de olheiras, por conta da alteração na pigmentação, é indicado que se faça o tratamento através de cosméticos e técnicas para auxiliar na circulação”, recomenda Bianca.

Olheira vascular

Essas olheiras ocorrem por conta da dificuldade de circulação sanguínea na pálpebra inferior. Assim, pessoas que têm tendência a ter problemas circulatórios nessa região, bem como pessoas que tiverem noites mal dormidas, ficam com essa área em uma cor azulada, arroxeada ou avermelhada.

Nesses casos, o tratamento indicado ocorre por meio do uso de cosméticos que melhorem a circulação e de drenagem linfática na região, aponta a profissional. 

Olheiras mistas

Por último, temos o tipo de olheira mista, que nada mais é do que a mistura entre os tipos mencionados anteriormente. Dessa forma, pode ocorrer a olheira profunda juntamente com a vascular, ou a vascular junto com a pigmentada, por exemplo.

“Para esse tipo de olheira, que mescla mais de uma causa e característica, o profissional responsável deve analisar o caso para determinar o melhor procedimento para combater e atenuar seus efeitos”, destaca Bianca.

O que causa as bolsas abaixo dos olhos?

Conforme envelhecemos, as estruturas dos tecidos e músculos que sustentam as pálpebras enfraquecem. Assim, a pele fica mais flácida e a gordura começa a acumular na área abaixo dos olhos. 

“Além disso, a região das pálpebras inferiores também pode acumular líquido, dando a impressão de inchaço no local. Outros fatores que contribuem com o surgimento das bolsas estão relacionados ao estilo de vida, como beber e fumar”, acrescenta a especialista em harmonização orofacial.

Segundo ela, hábitos de vida também podem influenciar no aparecimento de olheiras. É o caso do tabagismo, privação de sono e estresse por exemplo, que podem desencadear essas marcas por influenciarem diretamente na circulação do corpo todo, inclusive das pálpebras, dilatando os vasos e fazendo com que mais sangue apareça nesta região.

Há ainda os fatores que agravam as olheiras. Os principais são: 

  • Insônia ou noites mal dormidas;
  • Coçar os olhos constantemente;
  • Exposição solar sem proteção adequada;
  • Acúmulo de pigmentos de maquiagem. 

6 opções para diminuir ou até mesmo eliminar as olheiras

Bianca aponta os principais procedimentos e alternativas para quem deseja diminuir ou eliminar as olheiras. Confira:

1. Preenchimento com ácido hialurônico

É um procedimento rápido, seguro e de resultados imediatos, que trata as olheiras profundas. O ácido hialurônico é injetado nos sulcos profundos e também nas áreas de perda malar, diminuindo, dessa forma, a concavidade e melhorando o aspecto de olhar cansado.

2. Peeling químico

A aplicação de formulações com ácidos concentrados nessa região, em algumas sessões no consultório, leva à renovação celular e, consequentemente, diminuição do pigmento dessa região. Por isso, é uma ótima opção para olheiras escurecidas. Além disso, esse tratamento também melhora a qualidade da pele dessa região, atenuando rugas finas.

3. Luz Pulsada

O uso dessa tecnologia pode ajudar no tratamento das olheiras vasculares, uma vez que age em pequenos vasos e nos pigmentos causados por depósito de hemossiderina (pigmento arroxeado) dessa região.

4. Microagulhamento

O uso de microagulhas que abrem pequenos canais na pele dessa região da pálpebra associado ao uso de ativos clareadores estéreis que penetram essas aberturas, podem atenuar as olheiras melânicas, por agir profundamente nos pigmentos.

5. Cremes clareadores

O uso de formulações clareadoras dermatológicas é essencial no tratamento de olheiras, principalmente nas melânicas e vasculares. Além de agirem nos pigmentos, esses ativos são importantes na manutenção do tratamento.

6. Fio de PDO

O fio de PDO é um filamento aplicado no tecido subcutâneo da pele que ajuda em sua sustentação e estimula a produção de colágeno. É um dos tipos de fios de sustentação existentes, sendo capaz de ser absorvido pelo organismo com o tempo. Suaviza as olheiras e os pés de galinha. 

Hábitos saudáveis também ajudam a aliviar o problema

Bianca destaca que, para combater as olheiras, primeiro é importante saber que elas não são todas iguais. Além disso, é importante ter em mente que bons hábitos ajudam a diminuir e suavizar as manchas. Por isso, ela recomenda:

  • Usar protetor solar diariamente;
  • Dormir o suficiente (sono de qualidade);
  • Evitar excesso de álcool e tabagismo;
  • Apostar no skincare;
  • Manter a hidratação do rosto em dia;
  • Se hidratar adequadamente todos os dias.
Advertisement

Você também vai gostar

Doenças

Mais de 65 milhões de pessoas possuem catarata em todo o mundo, a maioria idosos, e a única forma de tratar a condição é...

Notícias

Colocado através de cirurgia, o implante coclear é indicado para pacientes com perda auditiva severa à profunda

Notícias

Compressões na coluna vertebral podem pode afetar a funcionalidade dos nervos, levando a sensação de formigamento nas mãos e nos dedos

Doenças

A sarcopenia diminui a massa muscular, a força e, com isso, a qualidade de vida de pessoas idosas - especialmente as sedentárias