Connect with us

O que você está procurando?

Saúde Bucal

Saúde bucal: veja as doenças bucais mais comuns e como evitá-las

Dentista alerta para uma negligência padrão do brasileiro em relação à saúde bucal, o que pode levar a uma série de problemas orais

Saúde Bucal: veja as doenças bucais mais comuns e como evitá-las
Saúde Bucal: veja as doenças bucais mais comuns e como evitá-las - Foto: Shutterstock

Hoje é o Dia Nacional da Saúde Bucal (25/10), data criada com o objetivo de chamar a atenção para a importância da saúde oral, e principalmente para a prevenção de seus principais problemas.

A boca desempenha importantes funções que repercutem na saúde do organismo como um todo. Isso porque, além de exercer papel fundamental na fala, na mastigação e na respiração, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde.

Portanto, uma boa higiene bucal diminui o risco de desenvolvimento de problemas bucais e dentários. Além disso, é importante ressaltar que doenças da boca têm relação direta com o fumo, o consumo de álcool e a má alimentação.

De acordo com o Ministério da Saúde, os problemas mais comuns da saúde bucal são:

  • Cárie;
  • Lesões bucais e aftas;
  • Mau hálito;
  • Gengivite;
  • Placa bacteriana;
  • Tártaro.

Descuido com a saúde bucal

Todos eles são consequência de negligenciar a saúde bucal. Uma pesquisa realizada em 2020 pelo IBGE mostrou que 53% da população brasileira utiliza o fio dental, escova e creme dental; e 89% realizam higienização menos de duas vezes ao dia. 

“Consequentemente temos 34 milhões de brasileiros, com mais de 18 anos, que perderam 13 dentes ou mais, e 14 milhões de pessoas perderam todos os dentes. Esses dados são alarmantes”, destaca a Dra. Anna Karolina Ximenes, dentista da IGM Odontopediatria.

De acordo com ela, são erros muito comuns os cometidos pelos brasileiros em relação à saúde bucal:

  • Má higiene bucal;
  • Alimentação desequilibrada;
  • Falta de visitas regulares ao dentista;
  • Uso de tabaco e álcool em excesso.

Os primeiros sinais de alerta

Anna lembra que uma saúde bucal deficiente afeta diretamente a qualidade de vida das pessoas. “Se você está convivendo com dores de dente ou sangramento gengival, são esses os primeiros sinais da doença cárie e periodontal, que são doenças de danos progressivos e a falta de um tratamento adequado pode levar a perda dos dentes”, alerta.

Ela reforça que negligenciar esses sinais iniciais leva a progressão da doença. “Um problema não tratado tende a piorar e se tornar mais grave ao longo do tempo. Uma dor de dente por cárie pode evoluir para um abscesso dental, ou seja uma infecção grave. Da mesma forma que uma periodontite evolui para mobilidade dental, consequentemente perda das forças mastigatórias e, inclusive nos casos graves, as perdas dentais”, adverte a profissional.

Como preservar a saúde bucal

A dentista ressalta que a prevenção é o melhor caminho para reduzir a prevalência de problemas dentários. “Visitas regulares ao dentista, de 6 em 6 meses, permitem a detecção precoce de problemas e o tratamento nos estágios iniciais. Mas, além disso permitem a manutenção de uma saúde bucal com ausência de problemas, que é com certeza, o que todo mundo deseja”, afirma.

Anna também lembra que a conscientização sobre a prevenção na saúde bucal é fundamental! “Devemos promover programas educacionais que enfatizem a importância da higiene bucal, de uma alimentação saudável e a necessidade de visitas regulares ao dentista”, enfatiza. 

Além disso, a profissional destaca a importância de políticas públicas que facilitem o acesso aos serviços de saúde bucal e programas preventivos nas escolas de educação infantil e ensino fundamental. “Nós dentistas e os profissionais da saúde bucal desejamos que o brasileiro sorria com saúde e segurança”, conclui.

Advertisement

Você também vai gostar

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse

Fitness

Especialista em fisiologia do exercício aponta as principais diferenças entre crossfit, musculação, treino funcional e calistenia

Emagrecer

Diversos fatores levam ao ganho de peso. Conhecê-los é fundamental para conseguir emagrecer definitivamente