Connect with us

O que você está procurando?

Busca

Insônia

Sofre de insônia? Entenda como a melatonina pode ajudar

A melatonina é produzida naturalmente pelo organismo, mas sua suplementação pode ajudar a regular o sono

Sofre de insônia? Entenda como a melatonina pode ajudar
Sofre de insônia? Entenda como a melatonina pode ajudar - Foto: Shutterstock

No Brasil, aproximadamente 72% da população sofre de algum distúrbio relacionado ao sono, indicam dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A Associação Brasileira do Sono (ABS) aponta ainda que 73 milhões de pessoas sofrem com a insônia no país. 

São brasileiros que têm dificuldade em adormecer, manter o sono durante a noite ou acordar cedo demais – o que pode ter um impacto significativo na qualidade de vida e no bem-estar.

Na busca por alternativas para promover um sono saudável, muitas pessoas acabam recorrendo a medicamentos para dormir. No entanto, o uso desses remédios também pode apresentar riscos se feito sem orientação médica. 

Uma opção, que até algum tempo atrás só estava disponível para venda fora do Brasil, são os suplementos alimentares de melatonina. Esses produtos tiveram sua comercialização aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em outubro de 2021.

Como a melatonina funciona?

Produzida naturalmente pelo corpo, a melatonina desempenha um papel fundamental na regulação do ritmo biológico, estimulando o sono. A analista de Desenvolvimento Farmacotécnico da Prati-Donaduzzi, Maria Eduarda ZImmermann, destaca que, apesar dos benefícios, a substância não é um remédio para dormir. Portanto, é preciso cautela ao utilizá-la. 

“Ela auxilia e contribui para que nós durmamos, mas não é um tratamento para insônia e deve ser usada em períodos curtos. Além disso, não é recomendada para gestantes, lactantes, crianças e pessoas cujo trabalho requer atenção constante”, explica. 

A melatonina desempenha um papel importante na regulação do sono e da vigília. A glândula pineal do nosso cérebro produz a substância naturalmente durante a noite, com influência direta da luz e da escuridão. Isso porque, durante o dia, o corpo inibe a produção de melatonina sinalizando que é hora de ficar acordado e atento. À noite, a produção aumenta para que a pessoa durma.

“A suplementação de melatonina ajuda a regular o sono, principalmente para as pessoas que apresentam algum distúrbio. Quando o organismo absorve a substância, ele entende que é hora de dormir, facilitando o início do sono e auxiliando também na manutenção”, esclarece Maria Eduarda. 

Segundo a especialista, o ideal é que a pessoa tome o comprimido cerca de 30 minutos antes de deitar. No entanto, para que obtenha o efeito desejado, é importante adotar uma higiene do sono, como ficar em ambiente escuro e distante de telas de celular ou televisão.

Problemas para dormir

Porém, vale destacar que outros fatores também podem impactar o descanso noturno e causar a insônia. É o caso, por exemplo, do estresse, ansiedade, problemas de saúde, uso de medicamentos e hábitos inadequados de sono. 

“A recomendação é identificar a causa e procurar atendimento médico quando necessário, em vez de fazer uso prolongado da melatonina sem acompanhamento especializado”, destaca Maria Eduarda.

Advertisement

Você também vai gostar

Doenças

Médico aponta que a acupuntura pode trazer benefícios para pacientes com artrite reumatoide, doença intestinal inflamatória e esclerose múltipla

Saúde Mental

Influenciadora recebeu diagnóstico para psicose aguda após desistir do reality show. Entenda as causas e os sintomas do transtorno

Notícias

Assim como escovar os dentes todos os dias, médico otorrino recomenda realizar a lavagem nasal diariamente

Doenças

Com aspectos bastante semelhantes, o lipedema e a celulite são frequentemente confundidos, o que atrapalha o tratamento das condições