Connect with us

O que você está procurando?

Emagrecer

5 exercícios para fazer em casa e emagrecer de vez

Não é preciso sofrer para perder peso. Veja como emagrecer de maneira eficiente a partir destes cinco exercícios caseiros

5 exercícios para fazer em casa e emagrecer de vez
5 exercícios para fazer em casa e emagrecer de vez - Foto: Shutterstock

Quem pretende perder peso pode desanimar muito mesmo antes de iniciar esse processo, apenas pensando nos sacrifícios que terá de fazer e no “sofrimento” que envolve eliminar os quilinhos extras. No entanto, não é preciso sofrer para emagrecer. 

Um jeito de tornar esse objetivo possível é optar por atividades físicas práticas e prazerosas. Isto é, algo que não se torne uma obrigação chata e sim uma diversão, fácil de fazer. Como diz o educador físico e pedagogo, Leandro Twin, é melhor fazer o segundo treino mais eficiente do mundo, durante o ano inteiro, do que fazer o primeiro por apenas três meses.

Por isso, consultamos a também educadora física e personal trainer, Lana Pessoa, que separou cinco bons exercícios para realizar em casa, sem a necessidade de equipamentos, e que vão aumentar o gasto calórico diário – fator fundamental para emagrecer sem sofrimentos. Confira:

1 – Agachamento com salto

Realize um agachamento comum, com a flexão dos joelhos e do quadril, de maneira que os glúteos fiquem apontados para trás. No entanto, quando for subir, dê um salto para cima. “É um exercício poderoso para começarmos a sequência. Nele, temos alto gasto calórico, pois movimentamos o corpo como um todo (pernas, abdômen e braços para dar potência na hora da subida). Trabalhamos de maneira localizada, fortalecendo, principalmente, pernas e glúteos”, afirma Lana.

2 – Corrida parada

Você deverá ficar parado e simular os passos de uma corrida, elevando os joelhos o máximo que conseguir. “As corridas têm alto gasto calórico e, quando se empurra o calcanhar pro chão para levantar o joelho, se potencializa a ação localizada nos glúteos”, completa a especialista.

3 – Ajoelha e levanta

Para fazer esse exercício, é preciso subir o peso inteiro do corpo com apenas uma das pernas e, depois, fazer o mesmo com a outra. Sempre alternando para ficar na posição de pé. De acordo com Lana, ao levantar todo o peso se gasta muitas calorias e, quando se empurra o pé em direção ao solo para subir novamente, focamos bastante nas pernas.

4 – Polichinelo

Clássico! Abra e feche as mãos o mais alto possível, enquanto realiza o mesmo movimento com as pernas, dando pequenos saltos. “Nesse movimento trabalhamos bastante a panturrilha, minimizando as varizes e fortalecemos os ombros. E isso é muito importante para melhorar a proporção entre cintura e ombro, na situação de triângulo. O resultado será a aparência de uma cintura mais fina”, diz a personal.

5 – Pular corda (sem corda)

Neste caso, basta simular o movimento. “Caso tenha coordenação motora, pode incluir socos, como se houvesse um saco de boxe à sua frente. Esse é um exercício que trabalha os membros inferiores, superiores e promove alto gasto calórico”, revela Lana.

Dica especial para emagrecer sem sofrer

“Minha sugestão é fazer cada movimento por 30 segundos e descansar por 10 segundos caminhando de um lado para o outro. Se sobrar energia, repita o circuito até completar 15, 20 ou 30 minutos. Para finalizar a sequência, você pode dançar duas músicas que você adora, assim você solta o corpo e continua gastando calorias, o que torna o treino ainda mais gostoso”, finaliza a treinadora.

Advertisement

Você também vai gostar

Doenças

Também conhecida como hipertensão, a pressão alta atinge 32,5% da população adulta brasileira, o que representa 36 milhões de pessoas. Além disso, mais de...

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar