Connect with us

O que você está procurando?

Emagrecer

Cirurgia plástica não é tratamento para emagrecimento; entenda

Diferente da cirurgia bariátrica, a cirurgia plástica não pode ser considerada uma opção para o emagrecimento. Médico alerta os riscos

Cirurgia plástica não é tratamento para emagrecimento; entenda
Cirurgia plástica não é tratamento para emagrecimento; entenda - Foto: Shutterstock

A cirurgia plástica costuma ser a opção mais procurada por quem deseja ajustar algo indesejado na aparência física, por meio de intervenções estéticas. No entanto, muitas pessoas ainda acreditam que ela também é uma alternativa para o emagrecimento — o que isso não é verdade. Na verdade, ela pode até mesmo ser perigosa se considerada como tal.

Sabemos que a obesidade é uma condição médica que pode afetar a saúde de maneira significativa. Por isso, o ideal é tratá-la com mudanças no estilo de vida, como uma dieta saudável e exercícios físicos regulares. A cirurgia bariátrica, por exemplo, é uma opção para pessoas com obesidade mórbida, quando outras medidas não surtem efeito.

Quando a cirurgia plástica pode contribuir para o emagrecimento?

O cirurgião plástico da Clínica Libria, Dr. Hugo Sabath, explica que a cirurgia plástica pode ser uma opção após uma grande perda de peso, como uma forma de remover o excesso de pele e gordura que sobra após a perda de peso significativa.

No entanto, a cirurgia não é um substituto para uma dieta saudável e exercícios físicos regulares. Isso porque a perda de peso deve ser resultado de hábitos saudáveis e a cirurgia plástica deve ser um complemento, não uma solução para emagrecimento.

“Além disso, a cirurgia plástica envolve riscos e pode ter complicações, como qualquer procedimento cirúrgico. A decisão de se submeter a uma cirurgia plástica deve necessita de uma avaliação cuidadosa do médico, levando em consideração os riscos e benefícios do procedimento em questão”, destaca Hugo.

Outro fator importante é que a cirurgia plástica não é uma solução permanente para a perda de peso. Se o paciente não mantiver hábitos saudáveis após a cirurgia, o peso pode voltar ao número de antes. Com isso, o paciente pode perder os resultados da cirurgia plástica, além de ter um risco maior de complicações.

Vale ressaltar que a cirurgia plástica pode ser benéfica para a autoestima e qualidade de vida do paciente. No entanto, é preciso encará-la como uma opção complementar a uma vida saudável, não como uma solução para emagrecimento.

“É importante destacar que a cirurgia plástica pode ser benéfica para a autoestima e qualidade de vida do paciente, mas deve ser vista como uma opção complementar a um estilo de vida saudável, não como uma solução para emagrecimento. Para aqueles que buscam perder peso, é importante buscar o aconselhamento de um profissional de saúde e adotar hábitos saudáveis que possam ser mantidos a longo prazo”, conclui o médico.

Advertisement

Você também vai gostar

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema

Beleza

A rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais feitas no Brasil, mas ainda é cercada de muitos mitos e tabus

Dor

Ortopedista aponta que a dor pode surgir no quadril sem percebermos, e irradiar para o joelho, causando bastante desconforto