Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

Dia dos Namorados: há relação entre emoção e coração? Entenda

O cérebro é o responsável pelas emoções, mas é o coração o grande símbolo de datas como o Dia dos Namorados

Dia dos Namorados: há relação entre emoção e coração? Entenda
Dia dos Namorados: há relação entre emoção e coração? Entenda - Foto: Shutterstock

O Dia dos Namorados (12/06) é uma data especial que celebra o amor e o afeto por outra pessoa. E, mesmo sabendo que o cérebro é o principal órgão envolvido no lado emocional, o grande símbolo dessa data é, sem dúvidas, o coração. Mas será que há alguma relação entre o órgão e nossas emoções?

A relação entre o amor e o coração

De acordo com o médico cardiologista Dr. Roberto Yano, é possível observar os efeitos do sentimento de amor no coração. No entanto, eles são passageiros e não são causais.

“A saúde emocional está muito relacionada ao funcionamento do coração pois, por exemplo, durante sentimentos positivos há a liberação de hormônios do bem-estar, como a serotonina e dopamina, que contribuem para manter pressão arterial mais regular, reduzindo também o estresse, o que afeta positivamente o coração”, explica o cardiologista.

Porém, esses efeitos não são tão relevantes a ponto de causar algum mal, gerando apenas sensações de bem-estar, as famosas ‘borboletas no estômago’. 

“Ou seja, o coração não está ligado à ‘criação’ do sentimento, esse processo é dirigido pelo cérebro, mas a parte emocional gera impactos em todo o corpo, no sistema nervoso, imune e também circulatório”, afirma Roberto Yano.

Saúde emocional e efeitos na saúde cardiovascular

No entanto, uma saúde emocional desregulada pode afetar bastante a saúde cardiovascular, principalmente quando causam estresse e ansiedade, aumentando a pressão arterial. Em casos extremos, em especial quando a pessoa já tem uma cardiopatia prévia, pode causar até mesmo um infarto.

“Quando alguém está sob forte emoção, o corpo sofre uma grande descarga de adrenalina, um hormônio que aumenta o nível de glicose, eleva a frequência cardíaca, aumenta a pressão arterial, e libera outras substâncias estimulantes, o que expõe o coração a um enorme estresse”, alerta Roberto.

Segundo ele, esse estresse causado em situações de grande emoção, positiva ou negativa, em pessoas saudáveis pode causar apenas um leve desconforto, como após um susto, por exemplo. “E em pessoas com problemas cardíacos graves pré-existentes pode levar até a um infarto agudo do miocárdio”, finaliza o cardiologista.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Ricas em vitaminas e proteínas, as sementes de cânhamo são consideradas um superalimento graças aos impactos positivos no organismo

Sem categoria

Diversos fatores podem levar ao surgimento da dermatite seborreica, como a má higienização, uso de alguns produtos e até mesmo o frio

Doenças

As hepatites virais (principalmente B e C) causam cerca de 375 milhões de casos pelo globo, e podem evoluir para formas graves

Beleza

O “banho premium plus” é mais uma tendência de autocuidado que viralizou nas redes sociais. Veja quais são as recomendações de especialistas