Connect with us

O que você está procurando?

Diabetes

Dia Nacional do Diabetes: obesidade é um dos principais fatores de risco da doença

Pelo menos um em cada cinco brasileiros vive com obesidade, condição que é fator de risco para diversas doenças, como câncer e diabetes

Dia Nacional da Diabetes: obesidade é um dos principais fatores de risco da doença
Dia Nacional da Diabetes: obesidade é um dos principais fatores de risco da doença - Foto: Shutterstock

O Atlas Mundial da Obesidade 2023 aponta um crescimento exponencial da incidência de obesidade em todo o mundo. Somente no Brasil, 41% da população adulta terá a condição em 2035, estima o trabalho. Atualmente 22,4% da população adulta brasileira apresenta obesidade. Nas crianças, já são 6,4 milhões com sobrepeso e 3,1 milhões obesidade no país. Esses números acendem um alerta, pois a condição é um fator de risco para diversas outras doenças, como câncer e diabetes. 

A obesidade está relacionada ao desenvolvimento de pelo menos 13 tipos de câncer e é um dos fatores de risco para o desenvolvimento de outras enfermidades, como asma, dor de cabeça, problemas ortopédicos, aumento do colesterol, hipertensão e diabetes. A última, aliás, é uma das principais doenças que afeta também a população mundial, sendo um problema de saúde pública. Por isso, no Brasil existe o Dia Nacional do Diabetes (26/06) como forma de conscientizar as pessoas sobre a doença.

“O diabetes é uma doença silenciosa porque muitas vezes o primeiro sintoma já decorre de alguma complicação como problemas oculares e vasculares. A obesidade predispõe a resistência insulínica levando a diabetes tipo 2. Perdas de 10 a 15% de peso auxiliam no controle da glicemia”, explica a Dra. Andrea Pereira, médica nutróloga do hospital Israelita Albert Einstein e co-fundadora da ONG Obesidade Brasil.

O problema da diabetes em números

De acordo com o Atlas do Diabetes da Federação Internacional do Diabetes, existem mais de 537 milhões de adultos com a doença em todo o mundo. Apenas no ano de 2021, essa condição levou a 6,7 milhões de mortes – o que representa uma vida perdida a cada cinco segundos. No Brasil, são mais de 16,8 milhões de casos entre pessoas com idades de 20 a 79 anos, o que nos coloca como quinto país com maior incidência de diabetes no mundo.

Esse problema que o Brasil enfrenta está presente em outros países das Américas, região onde o número de pessoas com diabetes mais que triplicou em três décadas, segundo dados do relatório da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). De acordo com o documento, pelo menos 62 milhões de pessoas vivem com diabetes nas Américas, número que pode ser ainda maior visto que cerca de 40% das pessoas não sabem que têm a doença.

Diagnóstico tardio

“É frequente que o diagnóstico de diabetes tipo 2 seja feito tardiamente e geralmente quando a pessoa já apresenta algum tipo de complicação ou quando busca tratamento para a obesidade grave. Devemos lembrar também que a correlação entre diabetes e depressão é muito estreita pelo próprio estado inflamatório que o paciente fica”, destaca Andrea Levy, psicóloga e presidente da ONG Obesidade Brasil.

Sintomas da diabetes

Segundo o Ministério da Saúde, os indícios diferem de acordo com o tipo da doença. No geral, os principais sintomas da diabetes são fome e sede excessiva. Além disso, o paciente sente vontade de urinar várias vezes ao dia.

No diabetes tipo 1 (doença hereditária, que concentra entre 5% e 10% do total de diabéticos no Brasil), o paciente também pode sentir:

  • Perda de peso;
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito.

Já no diabetes tipo 2 (associado ao estilo de vida, atinge 90% da população brasileira), os sintomas acompanham:

  • Formigamento nos pés e mãos;
  • Infecções frequentes na bexiga, rins, pele e infecções de pele;
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Visão embaçada.
Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

O ritmo e a frequência da pulsação fornecem informações sobre a saúde cardíaca. Aprenda a checar em casa

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse