Connect with us

O que você está procurando?

Diabetes

Diabetes está associado com demência e déficits cognitivos, indica estudo

Estudo recente mostrou uma associação entre o diabetes e o declínio cognitivo, acarretando em casos de demênci

Diabetes está associado com demência e déficits cognitivos, indica estudo
Diabetes está associado com demência e déficits cognitivos, indica estudo - Foto: Shutterstock

O Brasil, atualmente, é o quinto país com maior número de casos de diabetes no mundo. Mais de 13 milhões de brasileiros vivem com a doença, indica a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Além dos impactos negativos já conhecidos da condição, ela também pode afetar o cérebro, gerando déficits cognitivos e até mesmo demência.

É o que indica o novo estudo “Diabetes e demência: Como alguns fármacos para tratar diabetes reduzem o risco de demência”, publicado na revista científica “Cuadernos de Educación y desarrollo”. A pesquisa é um trabalho do médico ortopedista, graduando em neurociências e especialista em coluna vertebral, Dr. Luiz Felipe Carvalho, em parceria com a especialista em nutrologia Dra. Rosany de Sales e o Pós PhD em neurociências, Dr. Fabiano de Abreu Agrela.

“Existem diversos estudos que apontam uma relação entre a diabetes e a demência, mostrando também que quanto mais longa for a duração da doença, maiores são os riscos de comprometimento cognitivo. Mas, além disso, o uso dos medicamentos para tratar diabetes também tem influência nesse processo”, afirma o Dr.Luiz Felipe Carvalho.

As descobertas

Segundo o especialista, os estudos indicam que existem medicamentos específicos capazes, tanto de tratar a diabetes, quanto de prevenir a demência, o que seria importante para evitar a combinação das condições. “Mas para que eles passassem a ser usados nesse sentido, são necessários mais estudos”, destaca.

De acordo com ele, para além dos detalhes mais técnicos, é importante notar o quanto isso reforça a importância de prevenir a diabetes e manter o controle glicêmico também como forma de preservar a função cognitiva.

Prevenção do diabetes

A professora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, Juliane Casas, afirma que é possível prevenir o diabetes com a manutenção de hábitos e uma mudança no estilo de vida. Nesse sentido, manter uma alimentação saudável, equilibrada, redução de doces, e rica em legumes, verduras  e frutas, é uma boa estratégia. 

Além disso, no caso de pessoas obesas, emagrecer é uma boa solução para o controle da glicemia. No entanto, adotar alimentação saudável independe de ter ou não a doença, ou de estar ou não acima do peso.  

“As pessoas acabam associando de maneira indevida o elevado peso corporal à necessidade de uma alimentação saudável, mas é preciso destacar que todas as pessoas, tendo ou não obesidade ou diabetes, precisam seguir uma dieta balanceada e também praticar atividades físicas. Isso não só para emagrecer, mas para ter saúde a longo prazo, principalmente na terceira idade”, recomenda a nutricionista. 

Juliane elenca cinco hábitos saudáveis essenciais para prevenir o diabetes e manter a boa saúde, que podem ser adotados por todos no dia a dia. Confira: 

  • Comer verduras, legumes e frutas todos os dias e ingerir proteínas em quantidade individualizada. Além disso, controlar o consumo de ácidos graxos saturados, priorizando o consumo de carnes magras, leite desnatado e consumo mínimo de carnes processadas; 
  • Reduzir o consumo de sal, açúcares e gorduras; 
  • Praticar exercícios físicos regularmente (durante 30 minutos, 5x por semana);
  • Cessar o hábito de fumar e de beber bebidas alcoólicas; 
  • Manter o peso controlado. 
Advertisement

Você também vai gostar

Beleza

Celebridades como Jennifer Aniston, Kim Kardashian e Tatá Werneck já fizeram o tratamento facial com esperma de salmão

Medicamentos

Seja para tratar doenças ginecológicas ou combater os efeitos da menopausa, conheça as funções do implante hormonal

Dor

Sensação de pressão, chiado e dor de cabeça são sintomas que geralmente acompanham a dor de ouvido. A condição causa incômodo intenso, o que...

Alimentação

Ricas em vitaminas e proteínas, as sementes de cânhamo são consideradas um superalimento graças aos impactos positivos no organismo