Connect with us

O que você está procurando?

Alimentação

Dieta anti-inflamatória emagrece e combate doenças: veja como fazer

Médico nutrólogo aponta quais alimentos podem ser adicionados em uma dieta anti-inflamatória para emagrecer e se proteger de doenças

Dieta anti-inflamatória emagrece e combate doenças: veja como fazer
Dieta anti-inflamatória emagrece e combate doenças: veja como fazer - Foto: Shutterstock

Quando pensamos em saúde, a alimentação é, sem dúvidas, um fator preponderante para preservar as funções do organismo. E, em um mundo onde doenças crônicas e condições inflamatórias continuam a crescer, adotar uma dieta anti-inflamatória é uma alternativa não só para a prevenção de doenças, mas para ter um bem-estar maior. 

Segundo o Dr. Thiago Viana, nutrólogo e médico do esporte, a integração dessa dieta com um estilo de vida ativo, sono de qualidade e técnicas de gerenciamento de estresse são um pacote completo para quem busca saúde e longevidade. 

O especialista explica que, além dos benefícios internos, tais como a melhoria da função imunológica e o fortalecimento do corpo, a dieta anti-inflamatória também traz vantagens visíveis. É o caso, por exemplo, do auxílio no emagrecimento e da otimização do metabolismo. 

Quais alimentos consumir

De acordo com o Dr. Viana, a incorporação de alimentos que combatem a inflamação crônica é uma estratégia poderosa para a saúde do organismo. O especialista recomenda especialmente opções antioxidantes com ácidos graxos, ômega-3 e fibras.

“Esses nutrientes são em abundância em alimentos naturais e frescos, e são os pilares de uma dieta que promete não só nutrir, mas também restaurar o equilíbrio e a funcionalidade corporal”, explica.

Conheça alguns alimentos que podem fazer parte de uma dieta anti-inflamatória:

  • Peixes de água fria, como salmão, atum e sardinha;
  • Frutas vermelhas;
  • Vegetais folhosos;
  • Nozes;
  • Azeite de oliva;
  • Cúrcuma;
  • Gengibre.

Dieta anti-inflamatória para perder peso

Além da escolha de alimentos, o Dr. Viana salienta a importância de um estilo de vida saudável. “A atividade física regular, o sono reparador e o manejo do estresse são componentes essenciais que trabalham em conjunto com a dieta para diminuir a inflamação“, diz ele. Essa também é uma forma eficiente de controlar o peso.

Na questão do emagrecimento, Viana aponta que a inflamação pode ser um obstáculo significativo. “A inflamação interfere na regulação hormonal e no metabolismo, o que pode dificultar a perda de peso”, ele esclarece. Portanto, uma dieta anti-inflamatória não só melhora a saúde geral, mas também pode ser uma aliada poderosa no processo de emagrecimento.

Advertisement

Você também vai gostar

Notícias

Estudo mostrou que 88% das pessoas de todo o mundo têm menos vitamina D no corpo do que o recomendado, o que causa diversos...

Doenças

Marrone, da dupla com Bruno, foi diagnosticado com estágio avançado de glaucoma em ambos os olhos. Entenda a gravidade

Doenças

O ceratocone está entre as principais motivações para o transplante de córnea – tanto em adultos, como em crianças

Doenças

As baixas temperaturas e outras características da estação diminuem a imunidade e aumentam a circulação de vírus, como da conjuntivite