Connect with us

O que você está procurando?

Dor

Dor no joelho: saiba quando a cirurgia é uma opção de tratamento

Ortopedista explica que nem sempre uma dor no joelho exige correção cirúrgica. No entanto, em alguns casos o paciente deve passar por cirurgia

Dor no joelho: saiba quando a cirurgia é uma opção de tratamento
Dor no joelho: saiba quando a cirurgia é uma opção de tratamento - Foto: Shutterstock

O joelho é uma das articulações que mais se sobrecarregam no nosso corpo. Seja por conta do peso corporal, dos exercícios físicos ou da rotina que levamos no dia a dia, é bastante comum sentir dor na região. Mas será que todo desconforto precisa de atenção?

Segundo o médico ortopedista especialista em joelho e quadril, Dr. Isaías Chaves, ador é um sinal que seu corpo dá de que algo não vai bem. “Então, se você tem dores nos joelhos, algo está errado”, diz o médico.

O que pode causar dor no joelho?

Conforme o ortopedista, as causas das dores variam com idade e gênero. No geral, o desconforto é consequência de lesões de cartilagem. A osteoartrite de joelhos é a principal causa em idosos e a condropatia patelar uma causa muito comum em mulheres. 

“No caso da artrose de joelho, a dor surge após caminhadas ou atividade física. Em casos mais graves, o paciente sente dores na parte interna do durante a noite. Já a condropatia patelar se manifesta ao subir ou descer escadas”, explica o especialista. 

Além disso, o simples ato de levantar após longo período sentado também pode proporcionar dor em pacientes com condropatia patelar. “Em ambas as doenças, o derrame articular, também conhecido como água no joelho, ocorre em casos mais graves”, destaca Isaías.

É preciso respeitar os limites da articulação

O ortopedista lembra que os joelhos têm limites que devem ser respeitados. Isso é, se o paciente não realiza nenhum tipo de atividade física há muito tempo, ele deve entender que sua baixa aptidão física exige um início lento e gradual. O objetivo é evitar lesões. 

Isso porque a musculatura age como um “amortecedor” para as articulações. Portanto, pacientes com musculatura frágil, baixa mobilidade e alongamento, ao realizar atividade física, podem sofrer lesões nos joelhos com mais facilidade. Nesse sentido, a dor é o principal alerta de limite excedido.

Tratamento: quando a cirurgia é necessária?

O tratamento se baseia sempre no exame físico e no diagnóstico da causa da dor. “A grande maioria das causas de dores nos joelhos tem indicação de tratamento não cirúrgico. Vale destacar ainda que fortalecimento muscular, alongamentos e treinos de mobilidade dos membros inferiores tem excelentes resultados no tratamento e prevenção de dores nos joelhos”, salienta o médico.

Para Isaías, o principal ponto é  entender que nem toda lesão do ligamento cruzado anterior tem indicação cirúrgica. “Então, em pacientes de baixa demanda, que não realizam atividade física, o tratamento indicado é o conservador, não cirúrgico, devendo o paciente realizar medidas de alongamento e fortalecimento muscular, visando aumentar a estabilidade da articulação”, esclarece. 

Já no caso de pacientes jovens, de alta demanda esportiva, praticam atividades que proporcionem mudanças de direção como futebol, vôlei, basquete e trilhas, o ligamento cruzado anterior é importante para manter a estabilidade do joelho. Portanto, a cirurgia de reconstrução é o tratamento correto para esses casos.

“Além disso, se o joelho tem lesão do ligamento cruzado anterior e o paciente tem sintomas de falseio e instabilidade, o tratamento cirúrgico é o melhor caminho para o paciente, pois além de estabilizar o joelho evita o surgimento precoce de lesões dos meniscos e da cartilagem do joelho”, diz o médico.

O ortopedista lembra ainda que a fisioterapia é de extrema importância no tratamento agudo e crônico das lesões do joelho, pois reduz a dor e devolve a mobilidade da articulação. O tratamento ainda pode corrigir possíveis erros de movimento e equilíbrio dos membros inferiores, gerando proteção às articulações.

O que fazer no caso de dor no joelho

A indicação cirúrgica depende de vários fatores e o principal deles é a ausência de sucesso no tratamento não cirúrgico. “Por isso, se você tem dores nos joelhos, procure um especialista para ter acesso a todas as opções de tratamento para o seu caso, sejam eles cirúrgicos ou não. Não é normal sentir dor e de modo geral ela sempre tem uma solução, bastando achar o diagnóstico e tratamento correto”, finaliza o Dr. Isaías Chaves.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Entenda como uma dieta bem elaborada pode auxiliar o descanso adequado e a recuperação do seu organismo

Notícias

O método Roma IV é a principal forma de identificar constipação em crianças, mas pesquisadores apontam forma mais eficiente

Saúde Mental

Profissional aponta as cinco feridas emocionais mais comuns e sugere formas de lidar com as consequências na vida adulta

Notícias

Neurocientista revela que beijamos muito mais com o cérebro do que com a boca. Entenda o que acontece durante o beijo