Connect with us

O que você está procurando?

Doenças

O que leva uma pessoa a ficar “corcunda”? Especialista explica

Também chamada de hipercifose, a corcunda pode ser consequência de diferentes fatores, e seu tratamento pode exigir cirurgia a depender do caso

O que leva uma pessoa a ficar “corcunda”? Especialista explica
O que leva uma pessoa a ficar “corcunda”? Especialista explica - Foto; Shutterstock

Popularmente conhecida como “corcunda”, a hipercifose é uma doença óssea causada por um desvio postural. A condição faz com que a pessoa apresente uma curvatura acentuada na região torácica da coluna vertebral. O Dr. Guilherme Rossoni, neurocirurgião especialista no tratamento de doenças da coluna e dor crônica, explica o que é, quais são as principais causas e tratamento para a patologia.

Segundo ele, temos curvas naturais na coluna que ajudam no equilíbrio do peso do nosso corpo: na cervical temos a lordose – que é uma leve curva para trás; na torácica temos a cifose – ligeira curva para frente. 

“A hipercifose ocorre quando há um aumento significativo dessa curva natural do ser humano. Uum padrão normal da cifose respeita os limites de 20 a 45 graus, acima de 60 já é considerada hipercifose ou ‘corcunda’, como todos conhecemos”, esclarece o especialista.

Causas da corcunda

A principal causa, e mais comum, da corcunda é a má postura, principalmente entre os adolescentes. Além disso, existem algumas outras causas da hipercifose. Podemos destacar, por exemplo, fatores genéticos. O Dr. Guilherme explica os mais comuns:

  • Cifose congênita: má formação desde o útero;
  • Doença de Scheuermann: tem um componente hereditário e é mais comum em meninos;
  • Pós-traumática: fratura que levou ao achatamento da vértebra;
  •  Processos degenerativos: como artrose ou osteoporose, por exemplo.

“Pessoas que passam muito tempo no computador, celular e, além disso, tem hábitos posturais inadequados e não possuem o hábito de praticar atividades físicas fazendo com que enfraqueça a musculatura paravertebral, são pessoas com maiores chances de ter hipercifose”, alerta o médico.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é realizado através de exames físicos para avaliar a postura e radiografia panorâmica (ortostática) em pé. Já para o tratamento, geralmente a opção é por terapias convencionais e não invasivas, como fisioterapia para fortalecer os músculos, RPG (Reeducação Postural Global), atividades físicas e pilates. ”Alguns casos necessitam do uso de medicação para dor e, nos mais graves, cirurgia”, finaliza o neurocirurgião.

Advertisement

Você também vai gostar

Sem categoria

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Entenda a importância do diagnóstico precoce

Saúde Bucal

A cárie oculta costuma surgir em locais onde a escova de dentes e o fio dental não alcançam. Veja como identificar o problema

Beleza

A rinoplastia é uma das cirurgias plásticas mais feitas no Brasil, mas ainda é cercada de muitos mitos e tabus

Dor

Ortopedista aponta que a dor pode surgir no quadril sem percebermos, e irradiar para o joelho, causando bastante desconforto