Connect with us

O que você está procurando?

Câncer

Outubro Rosa: 16 mitos e verdades sobre o câncer de mama

Médico ginecologista esclarece as dúvidas e os mitos mais comuns sobre o câncer de mama, do diagnóstico ao tratamento

Outubro Rosa: 16 mitos e verdades sobre o câncer de mama
Outubro Rosa: 16 mitos e verdades sobre o câncer de mama - Foto: Shutterstock

Segundo dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), ao menos 73.610 mulheres foram diagnosticadas com câncer de mama em 2023. Esta, aliás, é a principal causa de morte entre as mulheres brasileiras. Contudo, o diagnóstico precoce pode levar à cura em 90% dos casos.

Além disso, quando precocemente descoberto pode-se evitar o procedimento cirúrgico de retirar a mama por completo ou ainda evitar intervenções complementares como quimioterapia ou radioterapia, aumentando a sobrevida das pacientes e reduzindo a morbidade.

Para esclarecer pontos sobre a doença, seu diagnóstico e tratamento, o médico ginecologista da equipe Parto com Amor, Leonardo Valladão, explica algumas dúvidas recorrentes. Confira 16 mitos e verdades sobre o câncer de mama:

1.  Todo caroço no seio é câncer?

Mentira. Nem todo nódulo na mama é causado por doença maligna. Isso porque os nódulos sugestivos de câncer são indolores, têm contornos pouco definidos, são bastante endurecidos e fixos, não se movendo durante a palpação.

2. Menopausa e reposição hormonal não trazem risco para o câncer de mama?

Verdade. A evidência disponível apoia uma relação causal entre a terapia hormonal da menopausa (THM) e o câncer da mama. Por outro lado, o uso a curto prazo da terapia combinada estrogênio-progestógeno (menos de quatro anos se não houver uso prévio de estrogênio) parece não aumentar significativamente o risco da doença, embora possa tornar a detecção mamografia mais difícil.

Os riscos atribuíveis de câncer da mama às mulheres na faixa dos 50 anos, o grupo com maior probabilidade de fazer terapia hormonal para os sintomas da menopausa, são muito baixos. Aliás, esse risco adicional estimado de tumor é de três casos adicionais por 1.000 mulheres durante cinco anos de uso combinado de acetato de medroxi progesterona e estrogênio conjugado. Durante cinco anos de uso de estrogênio conjugado sem oposição, o risco estimado foi de 2,5 casos a menos.

3. A doença só afeta quem tem histórico familiar?

Mentira. O câncer de mama pode afetar qualquer mulher, contudo pode ocorrer em famílias com determinadas alterações genéticas que favorecem esse tipo de câncer.

4. Usar anticoncepcionais desde a infância pode desencadear câncer?

Verdade. Os anticoncepcionais hormonais orais parecem estar associados a pouco ou nenhum risco aumentado de câncer da mama com base em dados observacionais.

5. Quem faz o autoexame não precisa de mamografia?

Mentira. O autoexame não exclui a necessidade de mamografia. A mamografia tem grande importância no rastreamento do cânce, pois detecta lesões não palpáveis e precoces, melhorando o prognóstico da paciente pois ao ser diagnosticado precocemente o tratamento é conservador e preserva a mama, e a sobrevida e taxa de cura da paciente é maior.

6. Amamentar protege do câncer de mama?

Verdade. Amamentar é um ato de amor importantíssimo para o recém-nascido e para a lactante, pois protege contra a doença.

7. Usar sutiã apertado causa câncer de mama?

Mentira. Não causa câncer de mama usar sutiã apertado.

8. Mulheres mais velhas têm mais chance de desenvolver o câncer de mama?

Verdade. Ele tem maior chance de se desenvolver em mulheres acima de 40 anos.

9. Atividades físicas ajudam prevenir o câncer de mama?

Mentira. Não está claro se há ou não proteção do surgimento de câncer de mama em mulheres com atividade física. Entretanto, devido aos inúmeros benefícios da atividade física, é importante que a mulher sempre seja encorajada a realizar.

10. O câncer de mama pode ter cura?

Verdade. Principalmente quando diagnosticado precocemente. Por isso, o rastreamento é importantíssimo.

11. O câncer pode ser causado por uma pancada nos seios?

Mentira.  O que ocorre é que após um trauma mamário, mulheres que não costumam se tocar na mama passam a tocar devido ao trauma e podem então sentir a presença de nódulos que não haviam notado antes. 

12. Pessoas acima do peso têm mais chances de ter câncer de mama?

Verdade. Um IMC (índice de massa corporal) mais elevado e/ou ganho de peso na perimenopausa têm sido consistentemente associados a um maior risco de desenvolver a doença entre mulheres na pós-menopausa.

Além disso, ao contrário das mulheres na pós-menopausa, um IMC aumentado está associado a um menor risco de cancro da mama em mulheres na pré-menopausa, particularmente no início da idade adulta.

13. Quem menstrua cedo ou tem filhos tarde tem mais chance de ter câncer de mama?

Mentira. Não tem nenhuma ligação quando se menstrua tardiamente ou tem filhos mais tarde de mulheres terem a doença.

14. O câncer de mama só aparece em mulheres?

Mentira. Não, apesar de mais raro, este tumor também pode acontecer em homens.

15. Próteses de silicone podem causar câncer de mama?

Mentira. Não há correlação entre próteses mamárias de silicone e câncer de mama.

16. Dor no seio significa câncer?

Mentira. Não. Aliás, é importante frisar que os nódulos malignos tem como característica não doer.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Os tipos de aditivos acrescentados em uma receita indicam quais são os alimentos ultraprocessados, que trazem riscos à saúde

Doenças

Cansaço extremo durante o período de férias deve alertar os pais sobre risco de arritmia cardíaca nas crianças, informa especialista

Dor

8 em cada 10 pessoas têm ou terão dor na lombar em algum momento da vida; a prática de atividade física, no entanto, ajuda...

Alimentação

A procura por alimentos calóricos aumenta no frio, o que dificulta a manutenção de uma alimentação saudável, mas algumas dicas podem ajudar