Connect with us

O que você está procurando?

Câncer

Pálpebra é mais sensível ao câncer de pele: conheça os sinais

Muitas vezes negligenciada na hora da proteção solar, a pálpebra é uma região bastante sensível ao câncer de pele

Pálpebra é mais sensível ao câncer de pele: conheça os sinais
Pálpebra é mais sensível ao câncer de pele: conheça os sinais - Foto: Shutterstock

O câncer de pele é o tipo mais comum no Brasil, entre homens e mulheres. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que o câncer de pele não melanoma corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Uma das regiões do corpo mais sensíveis à neoplasia é a pálpebra, por ser fina e também bastante exposta.

A Dra. Fernanda Fayad, oftalmologista do CBV- Hospital de Olhos, explica que os cânceres de pele são lesões malignas que podem se desenvolver em qualquer região do corpo. A causa mais comum relacionada ao surgimento destes tumores é a exposição aos raios ultravioletas do sol.

“Por ser uma área frequentemente exposta, a incidência desta radiação UV é constante na região palpebral, o que a torna muito suscetível ao crescimento de lesões malignas”, afirma a médica.

Para nunca mais se esquecer das pálpebras

Além disso, muitas pessoas se esquecem das pálpebras na hora de passar o protetor solar. “Outras não sabem sequer que deveriam e ainda existem aquelas que, mesmo tendo o conhecimento, não passam o protetor solar na região porque sentem irritação nos olhos com o produto”, aponta Fernanda. 

No entanto, é de extrema importância proteger a área dos olhos da radiação UV excessiva. Aliás, não só as pálpebras, mas também os olhos que podem sofrer consequências graves com tal exposição. 

A oftalmologista indica o uso de produtos de alta proteção solar desenvolvidos para a área dos olhos, além de óculos de sol com proteção UV, que são grandes aliados na rotina de cuidados da região periocular. 

Sinais de lesões cancerígenas na região dos olhos

Conforme a médica, tumores palpebrais podem se manifestar das mais variadas formas, podendo surgir como pequenas verrugas, vermelhidão, inchaço ou dor palpebral, alterações na textura ou cor da pele ou feridas que não cicatrizam. “Qualquer alteração que chame a atenção deve ser avaliada por um médico especialista pois o diagnóstico é essencialmente clínico”, alerta a profissional. 

Tratamento

O tratamento de escolha para essas lesões é a remoção cirúrgica, diz a médica. Por isso, um diagnóstico precoce é fundamental para aumentar as chances de cura com maior preservação da estética e da função palpebral. 

A Dra. Fernanda lembra que as estruturas que compõem as pálpebras são delicadas e complexas, tumores muito avançados podem resultar em cirurgias mutilantes e reconstruções extremamente difíceis.

Advertisement

Você também vai gostar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse

Fitness

Especialista em fisiologia do exercício aponta as principais diferenças entre crossfit, musculação, treino funcional e calistenia

Emagrecer

Diversos fatores levam ao ganho de peso. Conhecê-los é fundamental para conseguir emagrecer definitivamente

Dor

Diversos sintomas podem atingir o joelho, uma articulação naturalmente sobrecarregada. Entenda se os “estalos” exigem atenção