Connect with us

O que você está procurando?

Câncer

Preta Gil contou como descobriu o câncer de intestino; veja os sintomas

Cantora falou ao Fantástico sobre a luta contra o câncer de intestino. Diagnóstico precoce proporciona até 95% de chance de cura

Preta Gil conta como descobriu câncer de intestino; veja os sintomas
Preta Gil conta como descobriu câncer de intestino; veja os sintomas - Foto: Reprodução Instagram (@pretagil)

A última edição do Fantástico, exibida neste domingo (12), contou com uma entrevista emocionante de Preta Gil para Maju Coutinho. A cantora aproveitou o bate papo com a jornalista para falar sobre o momento em recebeu o diagnóstico do câncer de intestino.

“Fui muito resignada. Entendi desde o primeiro momento que a vida estava me dando um sinal de alguma coisa. Nunca entendi que era algo que ia me derrubar, entendi que era algo que iria me transformar. Sou uma mulher de muita fé e acredito que foi um presente divino para eu parar”, disse.

Ela afirmou ainda que tem esperança de que vai vencer a luta contra o câncer. “Eu não vou morrer disso, tenho certeza que vou viver muito e a gente ainda vai celebrar muito”, disse.

Câncer de intestino

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de intestino é o segundo tipo mais frequente entre as mulheres, atrás apenas do câncer de mama. Enquanto que, nos homens, este é o terceiro tumor mais comum. A condição abrange os tumores que se iniciam na parte do intestino grosso (cólon), reto (final do intestino) e ânus, e é resultado de transformações malignas das células que revestem o organismo.

O médico oncologista Dr. Artur Ferreira aponta as principais causas do câncer de intestino:

  • Sobrepeso e obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo;
  • Etilismo;
  • Alto consumo de carne vermelha e processada;
  • Baixa ingestão de fibras e vegetais;
  • Diabetes;
  • Hepatites B e C;
  • Infecções bacterianas;
  • Contágio de HPV – Papilomavírus Humano.

Sintomas e diagnóstico

Especialmente no caso do câncer de intestino, o diagnóstico precoce é fundamental para combater a doença. “São doenças potencialmente curáveis quando diagnosticadas em sua fase inicial. E praticamente incuráveis quando se apresentam disseminadas pelo organismo, em metástases”, alerta Artur. Por isso, é importante se manter atento aos principais sinais da doença.

A médica oncologista Renata D’Alpino destaca que sangue nas fezes pode ser um indício inicial de que algo não vai bem na saúde. “Muitas pessoas costumam creditar essa ocorrência a outras causas convencionais, como hemorroidas, e acabam postergando a busca por aconselhamento médico e a realização de exames específicos. Isso faz com que muitas pessoas só descubram o câncer em estágios avançados”, esclarece.

De acordo com o Ministério da Saúde, além da presença de sangue nas fezes, os sintomas iniciais incluem:

  • Massa (tumoração) abdominal;
  • Dor abdominal;
  • Perda de peso e anemia;
  • Mudança de hábito intestinal.

Na entrevista ao Fantástico, Preta contou como descobriu o câncer. Ela afirma ter sentido crises de enxaqueca que foram confundidas com cefaleia e crises de hipertensão, o que a fez procurar atendimento médico. No dia seguinte, ao acordar, foi ao banheiro quando sentiu algo escorrendo pela perna. Ao olhar, a cantora percebeu que era sangue.

Ao apresentar um quadro semelhante ao de Preta, ou na ocorrência de qualquer um dos sintomas descritos acima, é imprescindível ir imediatamente ao hospital. Isso porque, muitas vezes, o tumor só é descoberto tardiamente, diante de sintomas mais severos, alerta Renata. Nesses casos, a luta contra a doença é mais difícil. Quando diagnosticado precocemente, há até 95% de chance de cura. 

Tratamento

Preta também revelou que já está na metade da terapia contra o câncer e detalhou quais serão as próximas fases: “Já fiz quatro ciclos de quimioterapia. São oito ciclos de quimioterapia, cinco semanas de radioterapia, depois tem uma cirurgia para tirar o tumor. Então, são pelo menos seis a oito meses de tratamento. Mas isso tudo com prognóstico de cura. E eu não tenho outra visão na minha cabeça a não ser a cura”.

O tratamento do câncer de intestino vai depender do tipo, da localização do tumor e também da forma como ele está apresentado — isto é, localizado ou disseminado. Porém, a abordagem pode incluir cirurgia, quimioterapia (combinada ou não à radioterapia), terapias com drogas alvo-moleculares e imunoterapia.

Março Azul Marinho e a prevenção do câncer de intestino

A campanha Março Azul Marinho procura promover a conscientização do câncer de intestino, ou câncer colorretal. Segundo o INCA, o Brasil registra cerca de 41 mil novos casos a cada ano. Por isso, o mês de março é uma oportunidade para divulgar as formas de prevenir a doença, o que inclui a eliminação das causas e fatores de risco e a adoção de um estilo de vida mais saudável. 
Além disso, incluir o exame de colonoscopia no check up ajuda a prevenir e diagnosticar a doença precocemente. Feito com um tubo flexível e uma câmera na ponta, onde é introduzido no intestino, ele faz imagens que revelam se há presença de possíveis alterações. Permitindo, dessa maneira, a remoção de pólipos e biópsias de lesões suspeitas, antes mesmo da evolução para o câncer.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Consumir açúcar refinado aumenta os níveis de gordura no corpo e o risco de desenvolver doenças como diabetes. Saiba como substituir o produto

Dor

15% dos brasileiros sofrem com enxaqueca, condição que pode ser tratada de diferentes formas. Veja quais terapias podem ajudar

Medicamentos

Anfetamina prescrita para TDAH é frequentemente usada como um estimulante. Conheça os riscos do Venvanse

Fitness

Especialista em fisiologia do exercício aponta as principais diferenças entre crossfit, musculação, treino funcional e calistenia