Connect with us

O que você está procurando?

Notícias

Recupera a audição? Saiba como funciona o implante coclear

Colocado através de cirurgia, o implante coclear é indicado para pacientes com perda auditiva severa à profunda

Recupera a audição? Saiba como funciona o implante coclear
Recupera a audição? Saiba como funciona o implante coclear - Foto: Shutterstock

A audição é um dos sentidos imprescindíveis para a qualidade de vida e também para a autonomia do indivíduo. Por isso, pacientes com perda auditiva geralmente recorrem ao implante coclear, dispositivo eletrônico que auxilia na capacidade de ouvir e distinguir sons.

De acordo com Ariane Gonçalves, audiologista e especialista em saúde auditiva da AudioFisa Aparelhos Auditivos, há dois tipos de indicações para o uso do implante coclear:

  • Adultos e crianças com perda auditiva severa a profunda bilateral que não se beneficiam suficientemente de aparelhos auditivos convencionais;
  • Pessoas com perda auditiva pós-lingual (após o desenvolvimento da fala e linguagem) ou pré-lingual (antes do desenvolvimento da fala e linguagem).

Cirurgia para colocação do implante

O implante coclear é colocado através de cirurgia, geralmente realizada sob anestesia geral. Conforme a especialista, o procedimento dura de 2 a 4 horas e inclui a inserção do implante no ouvido interno (cóclea), bem como a fixação do receptor-estimulador sob a pele atrás da orelha.

Há uma série de requisitos para utilizar o dispositivo:

  • Avaliação médica detalhada, incluindo exames auditivos e de imagem (como tomografia computadorizada e ressonância magnética);
  • Avaliação psicológica e social para garantir que o paciente e sua família compreendam as expectativas e o compromisso necessário;
  • Exame físico para garantir que o paciente esteja em boas condições de saúde para a cirurgia.

Além disso, o tratamento deve ser discutido com uma equipe multidisciplinar (otorrinolaringologista, fonoaudiólogo, psicólogo). Antes da cirurgia, também é momento de ajuste e possível adaptação de expectativas quanto aos resultados do implante, bem como orientações pré-operatórias sobre cuidados e procedimentos no dia da cirurgia.

Como funciona o dispositivo

Ariane explica que o dispositivo se divide em duas partes principais: a externa e a interna. A parte externa do implante coclear inclui microfone, para capturar os sons do ambiente; processador de som, para converter os sons em sinais digitais; e transmissor, para enviar tais sinais ao receptor interno.

Já a parte interna possui um receptor-estimulador, que recebe os sinais digitais do transmissor externo e os converte em impulsos elétricos. Além disso, há também os eletrodos, inseridos na cóclea, que estimulam diretamente as fibras do nervo auditivo.

“Os sons capturados pelo microfone são processados e convertidos em sinais elétricos que são transmitidos para o receptor interno. Os eletrodos estimulam o nervo auditivo, enviando sinais ao cérebro que são interpretados como som”, explica a audiologista.

Pós-operatório

No pós-operatório, a recuperação inicial pode envolver dor leve e desconforto no local da cirurgia, destaca Ariane. “- Ativação do implante ocorre geralmente de 2 a 4 semanas após a cirurgia, quando a cicatrização inicial está completa. O paciente passará por várias sessões de ajuste (mapeamento) do processador de som para otimizar a audição”, explica.

Segundo ela, após a colocação do implante coclear, a experiência auditiva varia entre os pacientes. Porém, muitos relatam melhoria significativa na capacidade de entender a fala.

“Inicialmente, os sons podem parecer mecânicos ou distorcidos, mas a percepção tende a melhorar com o tempo e a prática”, diz a profissional.

Além disso, interferências como ruído de fundo podem ser desafiadoras, mas os dispositivos modernos incluem tecnologias para minimizar esses efeitos.

Ariane destaca ainda a importância do paciente participar de um programa de reabilitação auditiva para maximizar os benefícios. “Isso inclui sessões de terapia auditiva para ajudar o cérebro a interpretar os novos sinais sonoros”, diz a especialista.

Também é importante manter uma rotina de manutenção e cuidado, uma vez que o dispositivo externo requer manutenção regular e cuidados específicos, incluindo troca de baterias e limpeza. 

Os usuários podem se beneficiar de atualizações tecnológicas e novos programas de software, conforme a audiologista, pois os implantes cocleares estão em constante evolução.

“Em suma, o implante coclear é uma solução eficaz para muitos indivíduos com perda auditiva severa à profunda, proporcionando uma nova oportunidade para comunicação e interação social”, finaliza Ariane.

Advertisement

Você também vai gostar

Alimentação

Ricas em vitaminas e proteínas, as sementes de cânhamo são consideradas um superalimento graças aos impactos positivos no organismo

Sem categoria

Diversos fatores podem levar ao surgimento da dermatite seborreica, como a má higienização, uso de alguns produtos e até mesmo o frio

Doenças

As hepatites virais (principalmente B e C) causam cerca de 375 milhões de casos pelo globo, e podem evoluir para formas graves

Beleza

O “banho premium plus” é mais uma tendência de autocuidado que viralizou nas redes sociais. Veja quais são as recomendações de especialistas